Para Dr. Everaldo; vice do ConCidades de SAJ aponta: “já passou da hora desses doutores tirarem a bandeira partidária de usar o nome do Atakarejo”

Dr. Leonel Reis, vice-presidente do ConCidades / Foto: Voz da Bahia

No programa Meio Dia e Meia, Live do Voz da Bahia de terça feira (16), o vice-presidente do ConCidades (Conselhos da Cidade) de Santo Antônio de Jesus, Leonel Reis, falou sobre a polêmica envolvendo o Atakarejo para o município e sua gestão durante anos no Conselho. E manda uma resposta para o médico e ex-candidato a prefeito Dr. Everaldo Júnior (PDT).

Dr. Leonel, inicialmente explicou sobre o órgão o qual dirige e sua função, “existe um decreto lei 1.233 de maio de 2014 que dá embasamento legal ao conselho que é um de colegiado fiscalizador e deliberativo onde no seu artigo 3° fala das competências técnicas, entre elas, as análises e avaliações de todos os processos que tramitam dentro da Secretaria de Infraestrutura e dentro da Secretaria de Meio Ambiente”, detalha.

Com relação a sua posição dentro da organização, Dr. Leonel descreve como é formada uma eleição para ocupação de cargos, “na verdade quando nós entramos no CREA (Conselho Regional de Engenharia), eu era conselheiro titular e aí um tempo teve uma eleição. O prefeito é o presidente do Conselho e eu fui eleito como vice-presidente representando o CREA e fiquei até hoje. Mas a instituição tem um caráter não somente de avaliação de imóvel, mas um papel social. Então o ConCidade na verdade abrange uma gama imensa com relação ao nosso crescimento e desenvolvimento”, alegou.

Ainda detalhando o papel do ConCidade no município de Santo Antônio de Jesus, Reis diz que o papel do órgão é seguir às leis, “existe uma diretriz e ela tem que ser cumprida. O ConCidade em seu artigo 3° fala sobre suas competências, e se você ler o artigo primeiro do ConCidade, fala que é um órgão de colegiado fiscalizador, consultivo e deliberativo, então eu não entendo porque as pessoas estão preocupadas, pedindo para destituir o ConCidade. Não estamos fazendo algo que prejudique vocês, nós só queremos que Santo Antônio passe a crescer ainda mais de uma forma organizada.

O representante aproveitou para mandar um recado para o ex-candidato a prefeito Dr. Everaldo Júnior: “O processo do Atakarejo foi indefiro sim, mas por várias questões: incompatibilidade, dentre outras coisas, então, o ConCidade nunca foi contra a vinda do Atakarejo, as coisas foram deturpadas, as pessoas estão fazendo uma deturpação política. E quero frisar que essas pessoas que estão aí na mídia dizendo que houve um novo parecer técnico, é mentira, nunca houve, existe um só e verdadeiro baseado na lei. Por isso convido os doutores da lei que entendem para analisar os nossos processos, porque nos baseamos em lei. Eu não estou aqui discutindo política e nem quero discutir, acho que já passou da hora desses doutores tirarem essa bandeira partidária e pararem de usar o nome do Atakarejo para querer crescer politicamente”, desabafa Leonel.

O vice-presidente explica que o empreendimento foi aceito por unanimidade, mas depois de uma análise do processo, foi visto que não seria viável, “o local seria próximo as lojas Americanas, em um estacionamento que tem logo ao lago da Tecfogel, ali seria a entrada dos clientes, e se você pegar a entrada do Vila Inglesa até o Hospital da Unimed, onde teria dois terrenos baldios, seria o local de carga e descarga. Para princípio de conversa, aqueles dois loteamentos são residências e não poderia ser local para comércio, mas isso ainda não é um dos maiores erros, mas é uma rua que eu peço para que qualquer santoantoniense que vá lá agora no fundo do Shopping do Vila Inglesa e tente estacionar, se você for com uma carreta é pior ainda, você vai atrapalhar o trânsito todo, então, até quando a gente vai está discutindo política em cima de um empreendimento? Querem destruir a imagem do prefeito sem motivo, se quiser falar do prefeito, fale, mas diga a verdade”, rebate.

Durante a entrevista, Dr. Leonel Reis foi questionado pelo médico ortopedista, ex-candidato a prefeito e presidente do PDT do município, Dr. Everaldo Júnior sobre sua permanecia no cargo durante vários mandatos de diferentes de prefeitos passados como vice-presidente do ConCidades. O engenheiro declara que foi eleito por unanimidade, “eu não pedi para ser vice quando fui eleito, eu vim a assumir o pleito por unanimidade da Assembleia que é soberana, então eu acho, que se tivesse algo errado eu não seria eleito e reeleito. Se existisse algum erro comigo com relação a gestão política com algum prefeito eu não estaria no cargo como até o presente momento”, diz.

A outra pergunta do médico sobre o motivo da não instalação do Atakarejo sem ser publicado em Diário Oficial, Reis alega que o ConCidade a gestão Genival assumiu recente e houve transição de secretários, “inclusive, esse documento está em mãos do ConCidade e da Secretaria para podermos fazer todas as modificações que foram feitas. Temos sempre uma reunião toda primeira quarta-feira do início do mês e eu irei convidar o Dr. Everaldo para participar e não vou falar nada, vou deixar que o conselho lhe diga porque Leonel está presente na direção. “Eu passo a informação para as secretarias responsáveis e nem eles podem sair divulgando, até porque o proprietário depois empreendimento pode abrir um processo contra a gente, desculpa a expressão, mas eu acho que cada macaco tem que está no seu galho. Dr. Everaldo deveria me perguntar coisas técnicas, não vi o senhor me perguntar da entrada de carretas?”, questiona.

ASSISTA A MATÉRIA COMPLETA ABAIXO:

Reportagem: Voz da Bahia