Policiais Civis realizam nova paralisação de 24h nesta quinta-feira (03)

Foto: Tony Silva/Ascom-PC

Os policiais civis da Bahia cruzam os braços mais uma vez nesta quinta (03). Pela segunda semana os servidores realizam o Lockdown da segurança Pública em todo o estado. Dentre as pautas de reivindicações estão o salário de nível superior para os profissionais e reestruturação da carreira.

Durante a paralisação de 24 horas só serão realizados os flagrantes e levantamentos cadavéricos. Os demais serviços, a exemplo do registro de ocorrências, diligências, operações e cumprimento de prisões estarão suspensas.

O presidente do Sindicato dos Policiais Civis da Bahia, Eustácio Lopes, comenta sobre o segundo Lockdown da Segurança Pública, realizado em sete dias e lamenta a falta de diálogo por parte do Governo do Estado.

“Pela segunda semana os policiais civis realizam essa paralisação de 24h, reivindicando o salário de nível superior e reestruturação da carreira. Também denunciando a insegurança, pois já temos dito há algum tempo que no quesito segurança o Governo do Estado jogou a toalha. Infelizmente o governo de forma intransigente tem evitado conversar com os policiais civis da Bahia, fato esse extremamente lamentável”, declarou Lopes.
Ato das Cruzes na Igreja do Bonfim

Ainda no contexto do Lockdown Segurança Pública, amanhã acontecerá, a partir das 11h, uma grande concentração na Igreja do Bonfim, onde de forma ordeira e pacifica os policiais irão espalhar cruzes na escadaria da igreja, simbolizando a violência na Bahia, que é tricampeã em homicídios.

“A igreja do Bonfim é um símbolo de fé e de esperança para os baianos e turistas, por isso que estaremos reunidos lá, amanhã partir das 11h, com o ato das cruzes, chamando atenção da sociedade, e, sobretudo das autoridades para o estado de violência que se encontra a Bahia. Também vamos pedir as bênçãos e proteção do Senhor do Bonfim para os policiais civis da Bahia”, finalizou Eustácio Lopes. (bahia.ba)