PRF lança Operação Rodovida nesta sexta-feira (19) e intensifica a fiscalização para prevenção de acidentes

-Foto: Divulgação/PRF | Lagoa Grande, Anel de Contorno de Feira de Santana
Foto: Divulgação/PRF | Lagoa Grande, Anel de Contorno de Feira de Santana

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) realiza neste período de fim de ano em todas das estradas do Brasil, a operação ‘Rodovida’. A ação, que começa nesta sexta-feira (20), busca dar mais segurança nas rodovias e conscientizar os motoristas sobre a importância da educação e responsabilidade no trânsito.

Segundo a PRF, a operação seguirá até 1º de março de 2020 e abrangerá o período das férias escolares, festas de Natal, Ano Novo e Carnaval, feriados marcados pelo aumento no fluxo de veículos e de passageiros.

O inspetor Carlos Santos, da PRF disse em entrevista ao Acorda Cidade que a operação chama atenção para o que há de mais importante: as vidas das pessoas. De acordo com ele, quando se aproxima o período de final de ano, há o aumento de ocorrências nas estradas e o ideal é que os motoristas façam as suas viagens de forma segura, seguindo as regras do Código Nacional de Trânsito.

“O cumprimento destas normas certamente tende a dar certo. O trânsito está bastante complicado e muito intenso. A falta de respeito com o próximo está bem visível”, afirmou o policial rodoviário federal fazendo um alerta ao perigo das ultrapassagens da embriaguez ao volante e falta de uso do cinto de segurança e cadeirinha.

O inspetor frisou também que os motoristas devem tomar alguns cuidados antes de viajar, como o planejamento da viagem, revisão do veículo e checagem de todos os equipamentos como cinto de segurança, cadeirinhas para as crianças e pneus.

“Evitar fazer uma viagem em cima da hora e deve observar os limites de velocidade. Evitar ultrapassagens e garantir que todos que estejam embarcados no veículo usem o cindo de segurança”, salientou.

Sobre os motoristas que pensam em pegar a estrada com o licenciamento do veículo atrasado, Carlos Santos informou que ao ser parado pela PRF e sendo comprovada a falta de pagamento do imposto, o veículo fica retido. Já quem emplacou o carro e não recebeu o documento em casa pode viajar. A PRF conta com um sistema online que permite verificar toda a situação dos veículos. Em caso de restrições, ele fica retido e o motorista sujeito a penalidades.

A Operação

Conforme explica o Núcleo de Comunicação da PRF (Nucom), a Operação Rodovida foi criada em 2011 e se desenvolve em período de maior fluxo rodoviário (comemorações de final de ano, férias escolares de janeiro e Carnaval), época em que milhões de brasileiros pegam a estrada, com aumento de fluxo de veículos em praticamente todas as regiões do Brasil.

A Rodovida priorizará ações integradas e simultâneas, envolvendo diversas agências de fiscalização, com atuação coordenada e sistêmica, dentro dos respectivos eixos de competência, com o intuito de somar forças no enfrentamento à violência no trânsito e na redução dos custos sociais decorrentes.

Ainda segundo o Nucom, durante o período da operação, a PRF na Bahia intensificará as ações de fiscalização, principalmente para coibir as condutas de ultrapassagens irregulares, consumo de álcool, não uso do cinto e da cadeirinha e o trânsito irregular de motocicletas. Inclusive, recentemente, foram adquiridas pela Regional equipamentos fotográficos potentes que permitem que o policial registre a imagem de ultrapassagem irregular com uma distância e ao mesmo tempo, salvaguarde sua integridade física. (Acorda Cidade)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui