Reinfectado, Paes diz que “nada é mais anticarioca que esse Covid-19″

Foto: Divulgação

Se os planos de vacinação do prefeito Eduardo Paes (DEM) se confirmarem, o Rio terá festa de Réveillon e “um belo Carnaval”. O anúncio foi feito por Paes na noite desse sábado (17/4): ele espera atingir 70% da população vacinada em dezembro. Atualmente, o município está perto de atingir 20% de vacinados.

“Não quero chutar isso, mas acho que a gente vai chegar naquele ponto, que vamos chamar de um bom ponto, com perto de 70% da população vacinada, principalmente com os grupos prioritários vacinados, tenho certeza que podemos fazer um belo Réveillon e, se Deus quiser, um belo Carnaval também”, disse o prefeito.

Ainda na entrevista, Paes falou que a Prefeitura do Rio planeja lançar um calendário de eventos para a retomada do turismo no pós-pandemia.

“Nossa ideia é lançar um calendário a partir do fim do ano. Vou chamar de renascimento do Rio, depois desse período de pandemia. Puxando por eventos, congressos e convenções. Voltar a lotar nossa rede hoteleira, que impacta nos bares e restaurantes. Temos um desafio muito grande que é o desemprego na cidade”, explicou.

O prefeito segue em isolamento após testar positivo para covid-19 na manhã de quinta-feira (15/4). É a segunda vez que Paes é diagnosticado com infecção pelo novo coronavírus. Segundo sua assessoria, o prefeito apresentou sintomas leves e por isso foi testado. Na manhã desse sábado, em sua conta no Instagram, ele informou que teve febre leve.

“Nada é mais anticarioca que esse Covid-19. Isola, separa e distancia. Saudades de um sábado em que se podia sair para comprar a carne e a cerveja do samba de mais tarde, né, filho? Como não tem jeito (sigo aqui com febre leve), minha sugestão é você se cuidar e ouvir Luis Carlos da Vila [sambista e compositor da Vila Isabel]”, escreveu. (Metrópoles)