Renato Feder é escolhido por Bolsonaro para assumir Ministério da Educação

-
Foto : Divulgação/SEED

O secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, é o mais cotado para assumir o Ministério da Educação após a saída precoce de Carlos Alberto Decotelli. De acordo com a coluna Radar, da revista Veja, o presidente Jair Bolsonaro (Sem partido) já escolheu o gestor paranaense para ocupar a pasta. Feder é o chefe da área no governo do Paraná e é visto por aliados do governo como um nome apaziguador. Diante do caos no ministério criado pelo ex-ministro Abraham Weintraub, o nome de Feder começou a ser ventilado nos bastidores de Brasília.

Em entrevistas recentes, o secretário demonstrou a intenção de restabelecer o diálogo entre o MEC e as secretarias estaduais e municipais de educação, além de reforçar a importância da autonomia das universidades federais.

Feder colocou a votação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb) no Congresso como uma das medidas essenciais para o início do trabalho no cargo, caso seja escolhido. Avaliou ainda que, mesmo em meio à pandemia de Covid-19, o orçamento na educação não precisa aumentar. Ele é mestre em Economia pela Universidade de São Paulo (USP) e graduado em Administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV).  (Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui