Rui Rezende retrata Amargosa com pertencimento e expressa o valor da memória em novo livro de fotografias; lançamento será no dia 06/02

-

Além de um registro minucioso que reconstrói visualmente o município de Amargosa, o novo livro de Rui Rezende recupera memórias com valor inestimável desta terra tão querida por sua gente. O trabalho autoral, que será lançado no dia 6 de fevereiro, é motivado por um sentimento de retribuição à cidade natal e fruto de um cuidadoso processo de fotografia, curadoria e restauro.

Em “Amargosa: Nossa Terra, Nossa Gente”, Rui extrapola o próprio olhar e produz um grande álbum afetivo e colaborativo de todo o território da cidade. A publicação foi produzida em coautoria com fotógrafos e pesquisadores locais convidados por Rezende.

“O livro é um presente para todas as pessoas que gostam da nossa doce Amargosa. Com ele, estou atendendo a muitos pedidos de muitas pessoas que, ao longo da minha carreira, cobraram-me um livro da nossa cidade”, explica Rezende. Segundo o amargosense, é ali onde estão as raízes e a fonte de inspiração para o seu trabalho.

Os textos foram elaborados por Jaqueline Rebouças, professora de História e mestre em História Regional e Local; Miguel José da Silva, professor de Filosofiae mestre em História Regional e Local, bem como por Raul Lomanto Neto, memorialista, engenheiro agrônomo e mestre em Ciências Agrárias.

Na apresentação do livro são narrados alguns causos que indicam as transformações pelas quais Amargosa passou. “Além do trem, existiram muitas coisas incríveis na nossa cidade, as quais já perdemos, como o cine Pérola, a beleza do jardim, a biblioteca municipal…”, descreve o trecho de abertura da publicação.

A foto de capa, feita por Paulo Gondim, acena à lembrança do trem, revivendo um passado persistente. A obra também tem fotos históricas de J. Nogueira, Nené, Pierre Verger, bem como imagens atuais feitas por Marco Peixoto e Fabiano Cerbato.

Há, ainda, imagens do fotógrafo especializado em pássaros Sérgio Cedraz. A bela pomba-amargosa, ilustrada por Tomas Sigrist no interior do impresso, transmite grande significado. O mapa resulta da contribuição de Nerivaldo Afonso Santos e Deorgia Tayane Mendes de Souza.

O livro tem tamanho 30×30, 282 fotografias distribuídas em 168 páginas e seu lançamento ocorrerá das 16 às 21 horas no coreto da Praça do Jardim, em Amargosa. Haverá apresentação da Fanfarra, a presença do grande músico e fotógrafo Paulo Gondim e uma exposição de fotos ao ar livre.

Detalhes

“O desafio e a responsabilidade foram imensos porque um livro assim envolve muitos sentimentos e a expectativa por parte das muitas pessoas que confiaram no nosso trabalho ao comprá-lo antecipadamente. Buscamos mostrar a cidade de maneira geral, abordando diversos aspectos que incluem fauna, flora e alguns dos nossos costumes”, detalha Rui.

Rui Rezende fotografa a cidade desde 1999 quando iniciou a sua carreira e intensificou o trabalho nos últimos dois anos para a produção do livro. No conjunto da obra, as fotos atuais indicam caminhos para o desenvolvendo de uma cidade que não perdeu o elo com o campo. Os registros próximos das pessoas dialogam com as exuberantes paisagens aéreas.

Sobre Rui

Na infância, Rui vendia limão na feira de Amargosa e já teve roça de maracujá, cenoura, beterraba, coentro, bem como foi criador de codornas. Há 21 anos, ele é fotógrafo profissional e já registrou eventos sociais; fez fotos publicitárias e de modelos. Em 2003, o autodidata se especializou em fotografias de natureza. Em 2011, lançou o primeiro de seus sete livros até hoje.

Serviço:

O que: Lançamento do livro de fotografias “Amargosa: Nossa Terra, Nossa Gente”

Quando: 6 de fevereiro de 2020, das 16 às 21 horas

Onde: Coreto da Praça do Jardim, Centro, Amargosa

Mais informações: Site – www.ruirezende.com.br | Email – [email protected] | Instagram – @ruirezendefotos

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui