S. A. de Jesus: Vereador Uberdan acusa Dr. Christian Ferraz de intolerância religiosa a matrizes africanas; entenda

-
Foto: Voz da Bahia

Nesta última segunda-feira (4) a sessão na Câmara de Vereadores de Santo Antônio de Jesus realizada através de videoconferência, o vereador e líder da base do prefeito Rogério Andrade (PSD), professor Uberdan Cardoso (PT), repudiou a fala de Dr. Christian Ferraz (PP), ginecologista e pré-candidato a prefeito da cidade, acusando-o de difamação e intolerância contra as religiões de matrizes africanas. O médico havia dito ao Infosaj no último domingo (03/05) que ‘no Distrito Industrial do município não havia industria, mais que havia virado terreiro de macumba e de feitiçaria, “é uma cidade que é Santo Antônio de Jesus. Como é que um funcionário público pode ser pago para fazer feitiçaria? Eu não entendo. Minha terra não pode ter isso e não vai ter isso, sou filho de Deus. Aquela é uma área pública, não pode ter prato de macumbaria ali, quem conhece a gestão, quem conhece a administração sabe que existem pessoas metidas com isso”, relatou Dr. Christian.

Devido a essas colocações do ginecologista, Uberdan, repudiou a sua fala que deseja entrar para o ramo político e que segundo o vereador, não são bem vistas, “as pessoas acham que as redes sociais é território de ninguém, eu acho que tem situações muto graves. Como a atitude de um médico, pré-candidato a prefeito, ir para uma entrevista em um ato de irresponsabilidade e leviandade para uma autoridade de medicina, usar um programa para difamar as religiões de matrizes africanas. Vai a esse doutor o meu repúdio, porque isso é inaceitável. Não podemos em tempos de tamanha intolerância ver uma pessoa que quer se afirmar no cenário político com a pauta da intolerância. Isso é extremamente grave, uma atitude grosseira, imoral e desleal com toda trajetória do povo negro na Bahia, no Brasil e em Santo Antônio de Jesus”, afirmou.

Uberdan pediu que o médico se manifesta-se diante de suas colocações, “o doutor precisa se retratar, ele foi infeliz e leviano, desonesto com a historia dos povos de matrizes africanas. Por outro lado, eu entendo que na política e na vida a gente precisa ter alguns princípios”, finalizou.

Reportagem: Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui