S. A. de Jesus: vereador Uberdan Cardoso é diagnosticado com câncer no intestino

-
Foto: Voz da Bahia

O vereador santoantoniense Uberdan Cardoso (PT), foi diagnosticado com um adenocarcinoma, câncer no intestino grosso.

A informação foi passada pelo próprio Uberdan em nota nas redes sociais. Segundo o vereador, a doença trata-se de um tumor benigno e poderá ser retirado em uma cirurgia que será realizada em março. Leia a nota completa abaixo:

Nota na íntegra

Imagine Você acordar depois de um exame de rotina, o médico te olhar nos olhos e dizer: ” Uberdan, não gostei do que vi. Vc precisa procurar um  Oncologista com URGÊNCIA!”

Claro que o médico não foi tão frio e seco assim, foi gentil, cuidadoso, mas sincero!

A sensação que tive, de início, foi de desespero, travado, como aquele gole seco. Depois do desnorteio, passa um filme em cenas curtas, um release da vida, uma sensação de despedida, de achar que veria aquelas pessoas que amo pela última vez.

Obedeci ao Doutor, procurei o médico do ‘ Câncer” e segui as suas orientações.

Até o resultado dos novos exames como marcadores tumorais, tomografia, biópsia foram segundos de angústia, pois eu não contava mais meu calendário pelos dias, e não era o medo de morrer que me domava, era a pena.

A soma dos resultados foi melhor do que eu esperava, marcadores tumorais normais, tomografia indicando que não tinha nenhum outro órgão atingido, ou seja, não havia metástase e a biópsia indicou um Adenoma, tumor benigno de sigmóide, no intestino grosso.

Claro que a imagem do problema ainda preocupava o médico, que pediu um novo exame, com colheita de material de outra área para que fosse feita nova biópsia, e como previsível, diagnosticou – se a malignidade. Era um Adenocarcinoma, um câncer, de fato,

Mas aí vieram as boas notícias, além de localizado, sem metástases, o tumor é do tipo menos invasivo, o chamado “bem definido” e a cirurgia para a sua retirada será agora, em março, por videolaparoscopia, o que indica que poderei voltar às minhas atividades laborais em curto período e curado.

Mas porque eu estou escrevendo essa narrativa de um problema tão pessoal e que ainda é permeado de tantos tabus?

Porque sou um Homem público e um Educador. E esse meu texto tem um caráter pedagógico

Eu não poderia me esconder atrás de um problema tão grave enquanto as especulações tomam conta das rodas de conversa, eu preciso dizer a Você que me lê, homem ou mulher que chegou ou passou dos 45 anos ( eu tenho 47), que peça ao seu médico para fazer o exame de COLONOSCOPIA.

O câncer de intestino é o terceiro mais letal no mundo, e sabem porque? Porque ele é silencioso!

Os sintomas podem ser simples e aleatórios como sangue nas fezes, perda de peso, cólicas, sensação de não esvaziamento após defecar e motivado por fatores hereditários,  hábitos alimentares como o consumo excessivo de carne vermelha, sedentarismo, etc.

Em geral, esses sintomas ocorrem em fase já avançada da doença, daí a necessidade da prevenção, e a Colonoscopia é o caminho. Eu mesmo não tive sintomas, foi um médico amigo que me disse: Faça!

E eu fiz! Claro que não gostei do diagnóstico mas foi ele que salvou a minha Vida!

Se deixo pra depois talvez estivesse escrevendo esse texto em tom de despedida.

E pelo contrário, o escrevo feliz, cheio de sonhos e cheio de Vida!

Professor e Vereador Uberdan Cardoso / Fevereiro de 2020

View this post on Instagram

UBERDAN, NÃO GOSTEI DO QUE VI! Imagine Você acordar depois de um exame de rotina, o médico te olhar nos olhos e dizer: " Uberdan, não gostei do que vi. Vc precisa procurar um Oncologista com URGÊNCIA!" Claro que o médico não foi tão frio e seco assim, foi gentil, cuidadoso, mas sincero! A sensação que tive, de início, foi de desespero, travado, como aquele gole seco. Depois do desnorteio, passa um filme em cenas curtas, um release da vida, uma sensação de despedida, de achar que veria aquelas pessoas que amo pela última vez. Obedeci ao Doutor, procurei o médico do ' Câncer" e segui as suas orientações. Até o resultado dos novos exames como marcadores tumorais, tomografia, biópsia foram segundos de angústia, pois eu não contava mais meu calendário pelos dias, e não era o medo de morrer que me domava, era a pena. A soma dos resultados foram melhores do que eu esperava, marcadores tumorais normais, tomografia indicando que não tinha nenhum outro órgão atingido, ou seja, não havia metástase e a biópsia indicou um Adenoma, tumor benigno de sigmóide, no intestino grosso. Claro que a imagem do problema ainda preocupava o médico, que pediu um novo exame, com colheita de material de outra área para que fosse feita nova biópsia, e como previsível, diagnosticou – se a malignidade. Era um Adenocarcinoma, um câncer, de fato, Mas aí vieram as boas notícias, além de localizado, sem metástases, o tumor é do tipo menos invasivo, o chamado "bem definido" e a cirurgia para a sua retirada será agora, em março, por videolaparoscopia, o que indica que poderei voltar às minhas atividades laborais em curto período e curado. Mas porque eu estou escrevendo essa narrativa de um problema tão pessoal e que ainda é permeado de tantos tabus? Porque sou um Homem público e um Educador. E esse meu texto tem um caráter pedagógico Eu não poderia me esconder atrás de um problema tão grave enquanto as especulações tomam conta das rodas de conversa, eu preciso dizer a Você que me lê, homem ou mulher que chegou ou passou dos 45 anos ( eu tenho 47), que peça ao seu médico para fazer o exame de COLONOSCOPIA. O câncer de intestino é o terceiro mais letal no mundo, e sabem porque? Porque ele é silencio

A post shared by Uberdan Cardoso (@uberdancardoso) on

Reportagem: Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui