SAJ: Cardiologista Dr. Euvaldo Rosa comenta aumento no número de infarto em pessoas mais jovens

Foto: Voz da Bahia

De acordo com um levantamento da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), em 2018, 40 pessoas morreram por hora em decorrência doenças do coração, que chegaram a atingir, por ano, mais de 300 mil vítimas. O estudo também aponta que infartos e derrames (AVCs) lideram as estatísticas. Em Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano, os números de infarto também preocupam especialistas.

Em entrevista ao Voz da Bahia, Dr. cardiologista Euvaldo Rosa contou sobre casos de infarto que tem atingido pessoas cada vez mais jovens, que são desencadeados devido ao meio em que vivem, “tem aumentado muito número de casos de infarto agudo do miocárdio em pacientes mais jovens, principalmente pessoas abaixo de 40 anos. Um episodio de infarto depende muito dos níveis de exposição e fatores de risco, como obesidade, hipertensão, tabagismo, sedentarismo e também o nível de estresse. Bem como o uso de drogas como cocaína, crack e também esteroides anabolizantes. Casos como estes tem sido apresentados cada vez mais cedo no meio da população”, falou.

Dr. Euvaldo comentou sobre os sintomas de infarto, que pode ser diferente de acordo com a faixa etária do paciente, “o quadro de sintomas de infarto em um paciente mais jovem é exuberante do que em um paciente idoso. Dores fortes no peito, que se espalham para os braços, cochas e até para a mandíbula, acompanhada de mau estar, náusea e sudorese”, disse.

A prevenção é o melhor caminho contra o infarto, uma mudança no cotidiano, bem estar e alimentação é a chave para uma vida saudável, “a mudança no estilo de vida é fundamental para prevenir o infarto, mudar a alimentação, para de fumar, controlar os noiveis de glicose e colesterol, alem de diminuir o nível de estresse e parar com o uso de drogas ilícitas”, concluiu.

Assista abaixo:

https://www.instagram.com/p/B2kG57dnPl_/