SAJ: Coordenador do DPT comenta sobre atentado a módulo policial e viaturas; “os ataques foram simultâneos”

-
Coordenador do DPT de Santo Antônio de Jesus, Lino Oliveira / Foto: Voz da Bahia

Na madrugada desta última quarta-feira (23), por volta das 3h24, o Módulo Policial da Urbis IV e uma viatura estacionada, foram atingidos por disparos de arma de fogo.

No mesmo horário, duas viaturas da Polícia Militar também foram atingidos por disparos na localidade da Urbis III, em Santo Antônio de Jesus. (Clique e veja)

Sobre o assunto, o coordenador do Departamento de Polícia Técnica, Dr. Lino Oliveira, afirmou em entrevista a Recôncavo FM, que as investigações estão em andamento para descobrir os acusados pelo ataque. Além disto, contou detalhes sobre o caso, “nesta última quarta-feira (23), recebemos prepostos da Polícia Militar apresentando duas viaturas alvejadas por disparo de arma de fogo. Também fomos noticiados que houve uma ação na madrugada da quarta-feira onde uma viatura foi atingida da Urbis III e o posto da Polícia Militar na Urbis IV com uma viatura estacionada na porta, também foram alvejados por disparos de arma de fogo. Após isto, foi designado o perito para realizar a perícia das duas viaturas, mas também no módulo policial da Urbis IV”, disse.

Segundo o perito, após observas as imagens de segurança do Módulo da Urbis, foi possível identificar que dois homens em uma moto rondavam o local, e quando retornaram efetuaram os disparos, “quando chegamos lá, acompanhei o perito e constatamos que houve três disparos contra o prédio e a viatura. Um disparo atingiu o capô do veículo, e dois no prédio. Foram coletados os projetis e não encontramos estojos na área examinada, o que pode ser vestígios de que os disparos foram feitos com um revolver e não com uma pistola. Estamos fazendo análise do calibre dos projeteis”, declarou.

Ainda de acordo com o perito, os ataques nos dois bairros do município foram ao mesmo tempo, o que constata que foram feitos por indivíduos diferentes, “os ataques foram simultâneos, ao mesmo tempo que efetuaram disparos na Urbis IV, outros indivíduos atacaram a Urbis III, isso garante que não foram os mesmos elementos”, declarou.

Redação: Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui