Salvador: Sem vegetação, morro no Rio Vermelho tem deslizamentos constantes e ameaça derrubar prédio

Um morro na Rua Oswaldo Cruz, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador tem assustado moradores da região. Deslizamentos constantes de terra e o aparente risco de queda de um edifício localizado no alto do morro deixam quem mora no lugar preocupado. “Não é só a sensação de que pode cair a qualquer momento, assusta saber que estamos nos acostumando com este risco. Tem muito tempo essa situação”, reclama o professor Aron Marques, de 31 anos, que mora no bairro há cerca de 13 anos.

Segundo o morador, desde que se mudou para o bairro, o morro chegou a ser atingido duas vezes por incêndio que queimou quase completamente a vegetação que o cobria. Sem o verde, o deslizamento de terra e até de pedras e rochas se tornou cada vez mais constante, forçando, inclusive, a retirada de um outdoor que ficava no morro.

Após a retirada da placa de publicidade, segundo relato de moradores, foi colocada uma lona na encosta e isolada parte da calçada. “Primeiro isolaram um pedaço da calçada, depois aumentou esse isolamento. Acaba jogando o pedestre para o meio da rua, o que é perigoso, já que os ônibus passam lá com pressa “, relata o professor.

Há menos de um mês, em 28 de dezembro, o prefeito Bruno Reis (DEM) autorizou a obra de contenção da encosta junto a outras 31 obras do mesmo tipo na cidade. A encosta da Rua Oswaldo Cruz receberá ações envolvendo aplicação de solo grampeado, contenção em tela, passeio em concreto, drenagem e construção e reforma de escadarias. A execução do trabalho fica sob a supervisão da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra).

Fonte: Metro 1