SBT cresce na primeira quinzena de abril; Globo, Record e Band caem

0
199
-
SBT cresceu na primeira quinzena de abril; Globo e Record, não (Imagem: Reprodução / Montagem)

A direção do SBT rufa tambores para anunciar os resultados de audiência obtidos na primeira quinzena de abril na média 24 horas de São Paulo.

Entre os dias 1º e 15 deste mês, o canal de Silvio Santos amealhou 6,8 pontos de média, ante 13,0 da Globo, 5,7 da Record e 1,5 da Band, uma diferença de 19% sobre o seu principal concorrente, o canal de Edir Macedo.

No comparativo entre as primeiras quinzenas de abril dos últimos anos, é o melhor resultado desde abril de 2009, ou seja, há 10 anos. Nesse período, o SBT cresceu 44%, saltando de 4,7 para 6,8 pontos. Globo (de 14,4 para 13,0), Record (de 5,9 para 5,7) e Band (de 2,3 para 1,5) caíram, respectivamente, 10%, 3% e 32%.

Aliás, o crescimento do SBT deu-se na média 24h de todos os dias da semana. A saber: segundas-feiras (+ 51,1%), terças-feiras (+ 55,2%), quartas-feiras (+ 35,3%), quintas-feiras (+ 34,5%), sextas-feiras (+ 25,4%), sábados (+ 55,6%) e domingos (+ 60,2%). Cada ponto equivale a 73 mil domicílios na Grande São Paulo.

A trinca do terror

“A Praça é Nossa” (11,0), “Cine Espetacular” (10,2) e “SBT Notícias” (4,6) deixaram a emissora na liderança no mesmo intervalo. No caso da sessão de filmes e do noticiário, a vantagem sobre a Globo foi de 34% e 19%, respectivamente.

Amém, pastor!

Na quarta-feira (17), o programa da Igreja Internacional da Graça de Deus, do missionário R.R. Soares, alcançou 0,7 ponto de média com pico de 1,4 e share de 1% na Band. Para se ter uma ideia, foi mais que os índices de “Jornal BandNews” (0,3), “Mundo Animado” (0,6), “Jornal da Noite” (0,6) e de toda a madrugada da emissora, composta por enlatados, reprises e um caça-níquel.

Aquém

O “Olga”, nova aposta da RedeTV!, continua patinando na audiência. Registrou 0,5 ponto na estreia, na segunda-feira (15), foi a 0,2 na terça (16) e subiu para 0,4 na quarta (17). Até aqui, a atração de Olga Bongiovanni segue abaixo dos índices do padre Alessandro Campos. Será praga?

Outros planos

Após deixar o SBT depois de 3 anos de parceria, a Disney chegou a negociar com a Band a transferência da faixa “Mundo Disney” para as manhãs do canal do Morumbi. Esgotadas todas as conversas, ventilou-se um namorico com a Record em razão da entrada da marca no menu do PlayPlus, serviço de streaming da emissora de Edir Macedo. Mas nada de noivado. O foco da Disney no momento é a transição da compra da 21st Century Fox pelo conglomerado.

Vai ou fica?

Aguinaldo Silva
Aguinaldo Silva matou um leão por dia com “O Sétimo Guardião” Imagem: Divulgação / Globo)

Em meio ao turbilhão que enfrenta com os agitados bastidores de “O Sétimo Guardião”, cuja audiência está muito aquém do esperado, Aguinaldo Silva se prepara para escrever o último capítulo da trama e sair de férias. A grande questão é: para emplacar uma nova novela na Globo, AS terá que renovar o seu contrato com o plim plim. O atual vínculo vence em setembro de 2020. E aí, Silvio de Abreu?

Que estranho, não?

Data hoje, é muito provável que a estreia de Fernanda Gentil no entretenimento da Globo fique para 2020. Como esta coluna informou na semana passada, os bons desempenhos do “Encontro” e do “Álbum da Grande Família” tendem a atrasar o debute da loira. Gentil, como se sabe, deixou o Esporte do canal em dezembro de 2018, com a informação que a Globo dispunha de um projeto para ela. Passados quatro meses, a situação lembra a de Fátima Bernardes, quando esta deixou o “JN” para investir no sonho de uma atração solo. Sem projeto, o “Encontro” demorou meses para ser concebido. Gentil, pelo visto, parece repetir a cena, em uma clara precipitação por parte da Globo.

João Paulo Dell Santo

João Paulo Dell Santo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui