Seleção: Felipe e Diego Carlos são chamados para as vagas de Rodrigo Caio e Eder Militão

Tite já fez quatro cortes | Foto: Lucas Figueiredo / CBF

A Seleção Brasileira perdeu mais dois jogadores da lista original de convocados para os jogos contra Venezuela e Uruguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Os zagueiros Felipe, ao Atlético de Madrid, e Diego Carlos, do Sevilla, pela primeira vez, foram chamados para os lugares dos cortados Eder Militão, do Real Madrid, e Rodrigo Caio, do Flamengo. O anúncio foi feito pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) na manhã desta terça-feira (3).

Nesta última segunda (2), o Real Madrid revelou que Eder Militão testou positivo para a Covid-19. O exame foi feito no domingo (1°) e o jogador passa bem. Já o corte de Rodrigo Caio era algo esperado. O defensor estava em fase final de recuperação de um edema no joelho direito, mas sentiu dores na panturrilha da mesma perna no treino do Fla na sexta (30) e foi detectada uma lesão no local.

Felipe já conta com seis convocações pela Seleção Brasileira. Porém, ele disputou apenas um jogo pelo time Canarinho. Já o estreante Diego Carlos, tem sido um dos destaques do Sevilla, que conquistou o título da Liga Europa na temporada passada, e vinha sendo observado pela comissão técnica de Tite.

Com essas duas trocas, já são quatro modificações feitas no Brasil para os próximos compromissos das Eliminatórias. O meio-campista Philippe Coutinho, do Barcelona, e o volante Fabinho, do Liverpool, já haviam sido cortados e foram chamados Lucas Paquetá, do Lyon, e Allan, do Everton.

O Brasil encara a Venezuela no dia 13 de novembro, uma sexta, às 21h30, no Morumbi, pela terceira rodada das Eliminatórias. Já a visita ao Uruguai, no Centenário, pela quarta jornada, acontece dia 17, uma terça, às 20h no horário de Brasília.