Sobre fechamento do comércio e liberação da Feira Livre de SAJ, Alan Sanches diz: “Genival e Leonel tiveram o bom senso”

Foto: Reprodução / Redes Sociais

O deputado estadual Alan Sanches (DEM) utilizou suas redes sociais na tarde deste sábado (27) para pedir a população santoantoniense que contribuam para evitar a disseminação do coronavírus, tendo em vista o aumento dos casos, “além de deputado, eu sou médico. Venho acompanhando de perto toda essa pandemia que estamos passando. O prefeito de Salvador, Bruno Reis (DEM), o governador Rui Costa (PT) e os demais prefeitos da região metropolitana, depois de várias reuniões com levantamentos de dados, critérios técnicos e científicos sendo levantados, chegamos a uma situação de pré-colapso da saúde pública do Estado da Bahia”, falou.

O deputado discorreu sobre o decreto do Estado e do município para este final de semana (reveja aqui) onde só a Feira Livre funcionou e o comércio de Santo Antônio de Jesus permaneceu fechado. Alan ainda aproveitou e pediu novamente ao povo que evitem aglomerações, “para que possamos evitar que mais mortes continuem acontecendo, e evitar um colapso geral da saúde pública em nosso estado, as medidas mais duras precisaram ser tomadas. O Governador do Estado depois dessas reuniões fez um decreto endurecendo as restrições. Essas medidas em Santo Antônio de Jesus impactaram, também como em outros municípios. A Feira Livre por decreto, está liberada, mas somente às partes que estejam de gêneros alimentícios, por ser uma atividade fundamental para a vida. Sendo assim, o prefeito Genival Deolino (PSDB) e o secretário Leonel Cafezeiro, tiveram o bom senso para impactar o mínimo a vida das pessoas”, expôs.

Sanches finalizou pedindo a todos que mantenham os cuidados contra a doença, como o distanciamento social e higienização, “mas em alguns momentos não tem jeito, temos que tomar medidas duras para salvar as vidas do seu parente, do seu amigo, conhecido e também a sua própria vida. Além do decreto ser cumprido, temos que ter nossa contribuição pessoal. Temos que evitar a aglomeração, temos que fazer o distanciamento social, só assim vamos interromper a transmissão desse vírus maldito. Tenho certeza que em breve, com a vacina, nossas vidas voltaram ao normal, enquanto isso, vamos colaborar, manter a higiene das mãos com água e sabão, álcool em gel, uso da máscara para voltar ao convívio social”, concluiu.

ASSISTA AO VÍDEO ABAIXO:

Reportagem: Voz da Bahia