Últimas Notícias sobre CoronaVac

Foto: Jefferson Peixoto/Secom

A prefeitura de Salvador realizará, nesta quarta-feira (31), o esquema vacinal para contemplar apenas a aplicação de segunda e terceira doses de imunizantes contra a Covid-19.

Com dados de 60 milhões de brasileiros vacinados entre 18 de janeiro e 30 de junho, um estudo avaliou a efetividade das vacinas CoronaVac e AstraZeneca para prevenir casos graves de covid-19, hospitalizações, admissão em UTIs e mortes. No caso da vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan, a CoronaVac, com o esquema vacinal completo, a pessoa imunizada tem 74% menos risco de morte. Com a AstraZeneca, o percentual é acima de 90%

Foto: Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) solicitou na sexta-feira (27) que o Instituto Butantan forneça mais informações sobre doses de reforço e revacinação com o imunizante Coronavac, produzido em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac. Segundo a Anvisa, “a agência quer saber se há dados científicos ou regulatórios que possam subsidiar a questão em … continue

Foto: Fernando Vivas/GOVBA

A Bahia vai receber duas novas remessas de vacinas contra a Covid-19 nesta quinta-feira (26). Segundo a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), serão 541.210 doses.

Foto: Divulgação

Mais 4 milhões de doses da vacina do Butantan contra a covid-19 foram entregues ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) na manhã desta segunda-feira (23). Com o novo lote, o Governo de São Paulo e o Instituto Butantan chegam à marca de 78,8 milhões de imunizantes fornecidos ao Ministério da Saúde para vacinação de brasileiros.

Foto: Fotos Públicas

A vacina chinesa contra a covid-19 produzida pela Sinovac, a Coronavac, como é chamada no Brasil, e a do consórcio Pfizer-BioNtech podem causar paralisia facial temporária, segundo estudo feito pela Universidade de Hong Kong, na China.

Foto: Jefferson Peixoto/Secom-PMS

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) do Rio está investigando se um morador conseguiu tomar cinco doses de vacinas contra a Covid-19. De acordo com publicação do G1, o homem teria se deslocado a um posto de saúde no início da semana na tentativa de tomar a sexta dose do imunizantes.

Foto: Divulgação Sesab

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) rejeitou o pedido do Instituto Butantan para a aplicação da vacina CoronaVac, contra a Covid-19, no público entre 12 e 18 anos. A diretoria colegiada do órgão federal avaliou que, com as informações apresentadas pelo Butantan, “não foi possível concluir sobre a eficácia e a segurança da vacina nessa faixa etária”.

Foto: Reprodução / Gov.br

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) negou nesta quarta-feira (18) o pedido do Instituto Butantan para autorizar a inclusão de crianças e adolescentes – de 3 a 17 anos – entre as pessoas que podem receber a CoronaVac no Brasil.

Foto: Divulgação Sesab

As vacinas de vírus inativado, incluindo a Coronavac, apresentaram proteção entre 69,5% até 77,7% contra pneumonia causada pela Covid-19 frente a uma infecção com a delta. A proteção para casos graves de Covid-19 causadas pela delta foi mais alta.

Close