Últimas Notícias sobre denuncias

Foto: Ricardo Stuckert/PT

Candidata derrotada nas eleições presidenciais, a senadora Simone Tebet (MDB) teve mais de cem grupos de mensagens no WhatsApp criados por sua campanha derrubados nesta terça-feira (11).

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já soma 21.012 denúncias de fake news nas redes sociais, desde o seu mês de lançamento em junho deste ano, segundo levantamento da Corte realizado do final de junho até a última sexta-feira (7).

Com o objetivo de facilitar e incentivar denúncias contra o vandalismo, que tem causado grandes prejuízos aos cofres públicos, a Guarda Civil Municipal (GCM) implantou o novo canal de denúncias através do WhatsApp. Em funcionamento há pouco mais de um mês, o serviço contabilizou mais de 400 contatos, sendo aproximadamente 100 denúncias e 24 ocorrências de furtos e roubo de fios.

O Voz da Bahia entrevistou nesta quinta-feira (22) o secretário de saúde de Santo Antônio de Jesus, Dr. Leonel Cafezeiro, que falou sobre as denúncias de fraude na saúde apontadas pelo vereador Uberdan Cardoso (PT) (relembre aqui) no inicio desta semana.

O novo aplicativo do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já recebeu, em cerca de um mês de funcionamento, 16.814 denúncias de propaganda eleitoral irregular. Denominada como “Pardal”, a ferramenta também auxilia na notificação de compra de votos, uso da máquina pública e crimes eleitorais.

Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Foto: STE /DIVULGAÇÃO Data:10/08/2012

Desde o dia 16 de agosto, o aplicativo Pardal recebeu 10.870 denúncias de propaganda eleitoral irregular de todo o país. Criado pela Justiça Eleitoral em 2014, a ferramenta foi atualizada para este ano e pode trabalhar com situações envolvendo compra de votos, uso da máquina pública, crimes eleitorais, entre outros. Já a apuração de todas as denúncias compete ao Ministério Público Eleitoral.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já recebeu este ano denúncias de conteúdo enganoso envolvendo mais de 1.500 publicações nas redes sociais, como Facebook, YouTube e Telegram. Em 2020, ano de eleições municipais, a Corte registrou 181 publicações. As informações foram obtidas por meio da Lei de Acesso à Informação pela Fiquem Sabendo, agência de dados especializada no acesso a informações públicas.

O cidadão que desejar registrar denúncias no período de campanha eleitoral conta este ano com ferramentas que facilitam o registro dos ilícitos. O Ministério Público estadual disponibiliza um site – Atendimento ao Cidadão, onde a população pode registrar qualquer ilegalidade nas propagandas ou abusos de poder por parte dos candidatos.

A nova indicada para comandar a Caixa Econômica, Daniella Marques, está estudando um plano para instaurar um comitê de crise na companhia para investigar os casos de assédio narrados pelas vítimas e identificar outros possíveis envolvidos.

Enquanto estava sob aviso de que iria deixar a presidência da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães tentou indicar um sucessor. Ele queria que número dois no banco, o vice-presidente de Negócios de Atacado, Celso Leonardo Barbosa, assumisse o cargo que ele estava deixando. As informações são da coluna de Lauro Jardim, do jornal O Globo.

Close