Técnico do Bahia explica por que não usou Daniel e projeta volta de Lucas Fonseca

Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia

Após a derrota do Bahia para o Sport por 2 a 0 na Ilha do Retiro, ficou a dúvida: por que Daniel não entrou em campo? Recuperado da Covid-19, o meia foi relacionado, mas não foi escolhido pelo técnico Dado Cavalcanti. De acordo com o comandante, a condição física do atleta e as circunstâncias das mudanças fizeram com que ele fosse preterido. O meia é o quarto maior artilheiro do time na temporada (5 gols) e o segundo garçom (5 assistências).

“Daniel está se recuperando de Covid e nesse processo de recuperação, além de ter uma doença, passou dez dias sem fazer atividade física. Não houve sintoma, por isso teve a confiança de trazer ele para cá. Fez os exames cardiológicos e pneumológicos que não acusaram nenhum tipo de problema, só que Daniel fez uma sessão de treino antes da viagem. A vinda dele para cá foi com a estratégia de utilizar ele no final do jogo, com dez, quinze minutos. Infelizmente tive que fazer as trocas mais cedo e o Daniel acabou não entrando. Ele não teria o gás necessário para fazer mais tempo”, explicou.

De acordo com o treinador, o Tricolor deve passar por uma mudança na defesa com a entrada de Lucas Fonseca, recuperado de lesão e que vem sendo relacionado nos últimos dois jogos. Dado explicou que a questão física também foi um diferencial nessa questão. 

“O Lucas já vem numa batida de uma semana treinando com o grupo, já treinou em campo aberto. Existe uma boa perspectiva do retorno do Lucas nas próximas rodadas por a gente entender que é o momento ideal fisicamente para que ele possa dar o melhor dele”, pontuou.

Com 32 pontos, o Bahia está no 17º lugar do Campeonato Brasileiro. A equipe volta a jogar na próxima quinta-feira (28), às 19h, contra o Corinthians, na Arena Fonte Nova. (BN)

Lucas Fonseca deve voltar ao time | Foto: Felipe Oliveira / Divulgação / EC Bahia