Ufba aparece entre as 20 universidades com mais pesquisadores da América Latina

A Universidade Federal da Bahia (Ufba) aparece entre as 20 melhores universidades em um ranking internacional que avalia os cientistas mais influentes da América Latina. Na lista, a Ufba está na 20ª posição entre 453 instituições de ensino superior latino-americanas. O índice avalia o número de cientistas reconhecidos pelo sistema AD Scientific Index, entre 10 mil selecionados.

A universidade federal baiana tem 96 pesquisadores reconhecidos pelo ranking. Os números consideram o desempenho científico e o valor agregado da produtividade científica de cada pesquisador para a comunidade acadêmica. 

Além da Ufba, outras instituições da Bahia estão na lista. A Escola Bahiana de Medicina e Saúde Publica aparece em 177ª posição, com quatro pesquisadores reconhecidos. A Universidade do Estado da Bahia (Uneb) aparece em 243º, com três pesquisadores. O Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia Baiano, o Ifbaiano, campus de Catu, no Recôncavo, aparece em 353º lugar, com um pesquisador reconhecido. Já a Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) aparece em 446º, com um pesquisador. Logo em seguida, em 447º lugar, aparece a Universidade Federal do Oeste da Bahia, também com um pesquisador reconhecido.

Três universidades brasileiras ocupam as primeiras posições do ranking: a Universidade de São Paulo (USP), a Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e a Unicamp. A USP possui 2.134 pesquisadores; já a Unesp aparece em 2º lugar, com 572 profissionais, e a Unicamp em terceiro, com 556. (Metro1)