Vacinação contra Covid-19 em Salvador avança para 51 anos ou mais

Foto: Reprodução/Instagram

A vacinação contra a Covid-19 em Salvador inclui, a partir desta sexta-feira (11), pessoas com 51 anos ou mais nascidas até 11 de janeiro de 1970, além de trabalhadores da indústria e da construção civil. A ação segue igualmente para os outros públicos anteriormente abarcados na estratégia.

Os locais definidos para cada público alvo e as orientações sobre documentos podem ser conferidos neste link ou nas redes sociais da Prefeitura de Salvador.

A aplicação das segundas doses também acontece nesta sexta para as pessoas que estão com a data de retorno até o dia 13 de junho registrada no cartão de vacinação ou no site da Secretaria Municipal de Sáude (SMS) podem comparecer aos postos para receber o reforço da CoronaVac ou vacina de Oxford/AstraZeneca.

Confira o cronograma:

Das 9h às 14h:

  • Segunda dose com CoronaVac;
    Segunda dose com vacina da Oxford/AstraZeneca.
    Das 14h às 19h:
  • Pessoas com 51 anos ou mais, nascidas até 11 de janeiro de 1970.
    Das 9h às 19h:
  • Trabalhadores da indústria com nome na lista da Fieb e trabalhadores da construção civil com nome na lista da Ademi com exercício ativo das atividades em Salvador a partir de 18 anos;
  • Lactantes, com ou sem comorbidades, que amamentam bebês até o 12º mês de vida, além de gestantes e puérperas (até 45 dias após o parto) com comorbidades, todas com 18 anos ou mais;
  • Profissionais da comunicação cadastrados com 40 anos ou mais;
  • Rodoviários, trabalhador da limpeza urbana, catadores de materiais recicláveis cadastrados, metroviários, trabalhadores do transporte aquaviário, portuários, trabalhadores do transporte intermunicipal, trabalhadores do transporte aéreo e caminhoneiros com habilitação AE, C, E, D e AC com nome na lista. Todos esses públicos são a partir de 18 anos;
  • Trabalhadores da saúde, trabalhadores das farmácias/drogarias e trabalhadores de estabelecimentos com CNES ativo; Doulas, Cuidadores de idosos e Autônomos da saúde: médicos, fisioterapeutas, dentistas, enfermeiros, farmacêuticos, auxiliar e técnico de enfermagem, auxiliar e técnico de saúde bucal, nutricionistas, psicólogos, fonoaudiólogos, biomédicos, técnico em radiologia, veterinários, todos a partir de 18 anos;
  • Trabalhadores de escolas públicas e privadas, faculdades/universidades públicas e privadas e escola de curso técnico (nível básico), todos com 18 anos ou mais;
  • Pessoas com comorbidades (doenças crônicas), deficiência permanente, transtorno intelectual severo e moderado (entre eles, autistas), síndrome de down, pessoas imunossuprimidos, pessoas transplantadas, pacientes em hemodiálise e pessoas com doença falciforme, com idade igual ou superior a 18 anos;
  • Policial Federal, Policial Rodoviário Federal, Policial Militar e Civil; Bombeiro, Agentes de Salvamento, Agentes de Trânsito e Agentes Penitenciários; Fiscais de medidas restritivas da Sedur, Guarda Civil Municipal, Agentes das Forças armadas, Trabalhador do Sistema de Privação de Liberdade e Agente socioeducativo.

Vale lembrar que as grávidas não podem receber a vacina da AstraZeneca, segundo uma recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A Prefeitura de Salvador garantiu que a orientação está sendo seguida.

As pessoas acamadas ou com dificuldade de locomoção podem solicitar serem vacinadas em casa, pelo site Vacina Express. As que já foram vacinadas nas suas residências não precisam fazer um novo registro na plataforma digital, já que o retorno da equipe de saúde é feito automaticamente, de acordo com a data de reforço programada no sistema.

Para consultar a situação das filas nos postos de imunização, o filômetro deve ser acessado. (Fonte: Metro 1)