Yuri Marçal se recusa a participar de publicidade do Carrefour após morte de homem

-
Foto: Divulgação

O Carrefour tentou contratar o humorista Yuri Marçal para uma publicidade em favor da empresa, após dois seguranças serem presos pelo espancamento e morte de João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos.

Nesta quarta-feira (25), o influencer contou no Twitter que recusou a proposta da empresa. “Carrefour acabou de entrar em contato comigo pra fazer uma publicidade, uma nota de esclarecimento. Primeira vez que eu respondo um e-mail mandando tomar no cu”, escreveu.

Beto Freitas foi um homem negro espancado por funcionários que prestavam serviço à empresa na unidade de Porto Alegre (RS). Ele morreu após ser sufocado na última quinta (19), na véspera do Dia da Consciência Negra. (Bahia.Ba)