Anvisa recomenda isolamento a Bolsonaro e comitiva após volta de NY

Foto; Divulgação

Após dois integrantes da comitiva brasileira em Nova York testarem positivo para Covid-19, entre eles o ministro da Saúde, Marcelo, Queiroga, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendou a adoção de quarentena para todos que estavam nos Estados Unidos, inclusive o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que voltou ao Brasil na manhã desta quarta-feira, 22.

Por meio de comunicado, a Anvisa pediu que todos os integrantes da comitiva permaneçam em isolamento pelo período de 14 dias, conforme prevê o protocolo definido pelo Ministério da Saúde. As recomendações para todos que tiveram contato com Queiroga foram encaminhadas à Casa Civil da Presidência.

A Anvisa fez outras três recomendações: desembarque no Brasil que exponha o mínimo possível outros ambientes e pessoas; que o isolamento seja cumprido na mesma cidade do desembarque e que o deslocamento só seja feito depois que encerrado o período de transmissibilidade do vírus e que novos testes sejam feitos em solo brasileiro.

De acordo com a agenda oficial, o vôo com a comitiva do presidente chegou a Brasília por volta das 7h. No entanto, ainda não há nenhuma menção ao desembarque feita por Bolsonaro ou dos que viajaram com ele. O chefe do Executivo, nem o Palácio do Planalto comentaram a recomendação da Anvisa. (A Tarde)