Bahia registra 62 casos e três mortes de crianças por síndrome associada à covid-19

Foto : Bruno Concha/Secom PMS

A Bahia registra 62 casos e três mortes de crianças de até nove anos com a Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SMIP), doença associada à infecção por covid-19. Os dados foram contabilizados até a última terça-feira (23) pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab).

Segundo as autoridades de saúde, a síndrome é uma doença multissistêmica e que pode apresentar diversos sinais e sintomas, como febre persistente acompanhada de sintomas gastrointestinais, dor abdominal, conjuntivite, pressão baixa, dentre outros. Seu surgimento acontece durante ou depois de uma infecção pela covid-19 em crianças.  

“É uma doença causada por uma inflamação intensa do organismo. Ela é parecida com a doença de kawasaki, compartilham a mesma manifestação clínica e forma de tratamento, mas tem algumas diferenças. A SMIP tem possibilidade maior de casos graves e é ligada a infecção pelo coronavírus. A criança pode precisar ser internada num leito UTI, que oferece um suporte melhor para lidar com todos os sintomas”, disse a infectopediatra Maria Claudia Luz em entrevista ao Correio. (Metro1)