Caminhão da Biometria atenderá eleitores de localidades de difícil acesso na Bahia

0
83
-
Crédito da Foto: Imagem Ilustrativa

Com o objetivo de oferecer maior comodidade ao eleitor, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) dará início ao atendimento itinerante com o Caminhão da Biometria. A inauguração ocorrerá nesta quarta-feira (4/9), às 9h, na Prefeitura-Bairro de Itapuã, em Salvador. Na quinta-feira (5/9) o veículo estará na Prefeitura-Bairro Subúrbio/Ilhas e na sexta (6/9) seguirá para a Prefeitura-Bairro de Cajazeiras, encerrando sua passagem pela capital. 

A partir da próxima segunda-feira (9/9), o Caminhão da Biometria partirá para o interior. A primeira cidade a receber o atendimento é Barra de Itariri, nos dias 10 e 11 de setembro. O caminhão passará ainda por Coqueiros (13/9), Coronel João Sá (16 e 17/9) e, por fim, Pedro Alexandre (19 e 20/9), concluindo as atividades do primeiro roteiro. O atendimento ao público no interior acontecerá das 9 às 17h, e, na capital, das 9h às 16h. 

“O Caminhão da Biometria é mais um avanço na incessante busca da Justiça Eleitoral da Bahia no resgate da respeitabilidade e do prestígio do cidadão baiano. Somando-se a outras medidas já anteriormente tomadas, tais como o agendamento eletrônico, o 0800, as audiências públicas e os mutirões, todas em garantia de que a conclusão da biometria na Bahia se faça sem filas quilométricas, tendo sempre em mente o respeito à cidadania”, sintetizou o presidente do TRE-BA, desembargador Jatahy Júnior. 

Nos municípios onde a revisão biométrica foi encerrada, como Salvador e Feira de Santana, por exemplo, os eleitores que tiveram os títulos cancelados deverão comparecer para regularizar a situação e poder votar nas Eleições Municipais de 2020. 

Atendimento 

O veículo dispõe de oito kits de atendimento e tem capacidade para fazer o recadastramento de cerca de 30 eleitores por hora.  A princípio, o Caminhão da Biometria atenderá por demanda espontânea, ou seja, sem a necessidade de agendamento. O atendimento com hora marcada continua exclusivo dos postos fixos da Justiça Eleitoral. O eleitor que não fizer o recadastramento biométrico terá o título cancelado e não poderá votar nas próximas eleições.

Documentos necessários

Para ser atendido, o eleitor deve levar um documento de identificação com foto e um comprovante de residência recente (emitido há, no máximo, 3 meses). Para homens de 18 a 45 anos de idade que farão a primeira via do título, é obrigatório apresentar o comprovante de quitação militar (carteira de reservista ou certificado de alistamento militar). A Justiça Eleitoral lembra ainda que, para todos os casos (homens ou mulheres) de alistamento eleitoral (primeiro título), a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) não é válida como documento de identificação por não conter nacionalidade/naturalidade, assim como o modelo antigo de passaporte, por não conter a filiação.

Roteiro:

(Aratu online)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui