Últimas Notícias sobre BRASIL

O jornalista Leo Dias realizou uma live nesta quarta-feira (29) em seu perfil no Instagram e comunicou que pretende sair do Brasil após a polêmica envolvendo a atriz Klara Castanho.

Givaldo Alves usou as redes sociais na última semana para anunciar que voltaria a ser mendigo por não ter tido o apoio das pessoas após exposição dos supostos crimes que cometeu no passado.

A Fenaj (Federação Nacional de Jornalistas) fez uma denúncia contra Leo Dias, do Metrópoles, após a divulgação de informações sigilosas sobre o estupro e gravidez da atriz Klara Castanho.

Cursos Pronatec terão aulas via internet — Foto: Jhonata Marques / Manauscult

O Senado aprovou hoje (28) um projeto de lei que amplia a execução do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) a entidades públicas de assistência técnica e extensão rural. O projeto segue para sanção presidencial.

Os novos documentos devem ser enviados pela internet, pelo Sistema Enade. Imagem: Reprodução

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) marcou para 27 de novembro a aplicação das provas do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. 

Imagem: Reprodução

O concurso 2.495 da Mega-Sena, realizado nesta terça-feira (28) à noite no Espaço Loterias da Caixa em São Paulo, não teve acertadores das seis dezenas. Os números sorteados foram: 08 – 12 – 14 – 30 – 33 – 41.

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Ex-presidente da República, no período entre 2003 e 2020, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) diz que um possível retorno seu ao cargo não será marcado pelo rancor.

Foto: Fernanda Frazão / Agência Brasil

Os consumidores de energia elétrica vão ter aumentos menores nas contas de luz. O presidente Jair Bolsonaro sancionou, sem vetos, a Lei 14.385, publicada nesta terça (28) no Diário Oficial da União.

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O registro de mortes violentas intencionais, no ano passado, caiu 6,5% em todo o Brasil, apontou nesta terça-feira (28) o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, documento divulgado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. 

Do início do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) até 1º de junho deste ano, 673.818 pessoas tinham certificado de registro de armas de fogo, um crescimento de 474%. O número é referente a pessoas com registro de atividades de caçador, atirador desportivo e colecionador (CAC).

Close