Dois dos quatro casos suspeitos da nova variante da Covid-19 em São Paulo foram descartados

Foto : PIXABAY

O secretário da Saúde do estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, anunciou hoje (4) que dois dos quatro casos suspeitos de contaminação pela nova mutação do coronavírus foram descartados. Eles são de pacientes internados em hospitais privados do estado após voltar do Reino Unido, onde a variante foi detectada inicialmente.

Ainda hoje (4) o resultado da análise dos dois outros suspeitos deve ser divulgado pelo Instituto Adolfo Lutz. As suspeitas foram anunciadas pelo laboratório privado Dasa no dia 31 de dezembro, a partir de uma avaliação prévia feita por meio de sequenciamento genético.

A variante já foi registrada em cerca de 17 países. Apesar de ser 56% mais contagiosa, não há evidências de que ela provoque casos mais graves ou que seja resistente às vacinas desenvolvidas para a Covid-19.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a mutação do vírus já está presente em metade dos novos casos diagnosticados no Reino Unido. (Metro1)