Ex-primeira dama de SAJ assegura que às pesquisas confirmam o nome de Humberto e que não há intrigas com ‘Careca’

-
Ex-primeira dama Francineia Silva / Foto: Reprodução

A atual assessora do deputado estadual Soldado Marco Prisco (PSC), a ex-primeira dama, Francineia Silva (PSC), e também ex-secretária de assistência social de Santo Antônio de Jesus na gestão do ex-prefeito Humberto Soares Leite (DEM), esteve na Clube FM falando sobre: futuros projetos no município, críticas a postura dos vereadores na Câmara e grupo Beija-Flor.

CADEIRA NA CÂMARA DE VEREADORES:

Em primeiro momento, Francineia foi questionada sobre uma disputa a uma cadeira a Câmara de Vereadores, a mesma afirma que tem seu nome à disposição para tal cargo, “enquanto eu estive como secretária de assistência social, nós desenvolvemos um trabalho muito bom aqui no município, devido a esse trabalho, hoje muitas pessoas pedem para que eu volte, por isso meu nome está à disposição como o nome de várias mulheres guerreiras”, aponta.

“a maioria infelizmente, só dizem amém a tudo que a atual gestão faz”:

Acerca de sua pré-candidatura a vereança, a ex-secretária confia em uma mudança de “caras” na Casa Legislativa no município, “acredito que deve ter uma renovação na Câmara de mais de 50%, até porque a gente vê que maioria dos vereadores que estão ali realmente estacionaram de vez. Hoje temos vereadores que praticamente são donos da cadeira, daqui há pouco irão até se aposentar na Câmara. Temos 14 vereadores e acredito que 3 ou 4 fazem alguma coisa ou defendem de certa forma a população, mas a maioria infelizmente, só dizem amém a tudo que a atual gestão faz, por isso peço que as pessoas coloquem mulheres e homens de bem, com projetos que visem ajudar a população de Santo Antônio de Jesus”, enfatizou.

IMPOSTO:

Ainda durante a entrevista, a ex-primeira dama destacou a necessidade de um projeto que venha gerar o primeiro emprego para às pessoas que não possuem experiência profissional, “hoje os empresários do comércio de Santo Antônio pagam um imposto chamado imposto sobre fachada. Um imposto no qual os empresários pagam muitas vezes deixando de contratar uma pessoa, simplesmente para poder pagar a prefeitura, ou seja, se você coloca uma faixa à frente da sua loja a prefeitura manda imediatamente medir e cobrar um determinado valor. Então cadê os vereadores que poderiam sentar com o prefeito e a ACESAJ (Associação Comercial e Empresarial) e vê uma forma de amenizar esse valor para os empresários em troca contratar principalmente aqueles que não tiveram oportunidade de primeiro emprego? Porque hoje para a pessoa ter experiência primeiro tem que ter a oportunidade?”, indaga.

JULGAMENTO DE HUMBERTO LEITE NO TRE-BA:

Perguntada sobre o julgamento e absorção do ex-prefeito Humberto Leite (DEM) pelo TRE-BA (Tribunal Regional Eleitoral da Bahia) (relembre aqui), Francineia afirma tê-lo acompanhado próximo, “por um certo momento ele achou que estava sozinho, só que ele não estava. O nosso deputado estadual Soldado Marco Prisco o acompanhou de perto junto com advogados: Dr. Ícaro, Drª. Lilian, Dr João Gabriel; na verdade foram 7 julgadores nesse processo de Humberto, porém o MP (Ministério Público) afirmou que se quer iria recorrer porque não viu nada de errado nesse processo. Primeiro Humberto não se fez presente nas inaugurações, segundo o que eles acusaram, que na época Humberto tinha que dar continuidade as obras do município, mas em momento algum ele se fez presente, então a gente acredita que foi questões mais políticas do que de dizer que estava fazendo campanha antecipada. Acredito que esse processo foi de má-fé, agiram contra ele e a prova é que Humberto ganhou por unanimidade. Hoje ele está apto a disputar sendo o pré-candidato a prefeito do grupo Beija-Flor de Santo Antônio de Jesus”, relatou.

PRÉ-CANDIDATURA A PREFEITO DE HUMBERTO:

A respeito da pré-candidatura a prefeito de Humberto Leite, Francineia reforça que foi uma escolha do povo, “ficar falando de quem tem mais ou menos tempo no grupo não vai adiantar nada, nós temos tantos nomes de ‘prefeituráveis’ no grupo Beija-Flor que Humberto jamais vai tomar decisões sozinho, claro que Humberto se colocou como pré-candidato a prefeito porque houve várias reuniões e nessas reuniões e ficou acordado que quem se mantivesse nas pesquisas, esse seria o nome do pré-candidato a prefeito. Foram feitas 3 ou 4 pesquisas, nenhuma dessas Humberto caiu, se manteve ali só crescendo, então é claro que ele jamais impôs uma pré-candidatura, quem impôs uma pré-candidatura de Humberto, foi quem votou nas pesquisas e pediu a volta dele, mas ele não vai em momento algum tomar decisões sozinho, porque ele é o líder mas tem os outros também que fazem parte do grupo”, narrou.

“ninguém é obrigado a gostar de ninguém”:

Aproveitando a oportunidade de falar sobre a pré-candidatura de Leite, Francineia assegura que não há rivalidade com o então pré-candidato a prefeito também pelo grupo Beija-Flor, Luiz Cláudio, o Careca, “isso é intriga da oposição. Acho que eles criam isso pra fazer essa discórdia dentro do grupo, para poder ver se um vai para um canto e para o outro, mas não adianta, pode até ir para um canto e para o outro, mas depois todo mundo se acha, todo mundo se encontra, e todo mundo vai se encontrar para poder vir forte. Não existe isso, nem do lado de Humberto e acredito também que não existe isso com Careca. Pode ser que algum deixe de gostar do outro, ninguém é obrigado a gostar de ninguém, mas todo mundo se respeita, todo mundo se entende e isso é importante”, finalizou.

Redação: Voz da Bahia

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui