Fragmentos de óleo voltam a aparecer em praias dos municípios de Prado e Caravelas, no extremo sul da Bahia

0
171
-
Foto: Reprodução/TV Santa Cruz

Novos fragmentos de óleo voltaram a aparacer, nesta segunda-feira (18), em praias dos municípios de Prado e Caravelas, que ficam no extremo sul da Bahia. Conforme a Marinha do Brasil, uma equipe com 60 homens, da operação “Amazônia Azul – Mar limpo é vida”, viajou do Rio de Janeiro no domingo (17) e reforça a limpeza na região.

Segundo informações da Prefeitura de Prado, a substância foi encontrada nas praias de Corumbau e Cumuruxatiba. Além desses locais, a praia do Centro da cidade foi atingida pelos fragmentos pela primeira vez.

Equipes do órgão estão no local desde as primeiras horas desta segunda para fazer a limpeza da região. Não há informações sobre a quantidade exata de fragmentos encontrado no local, porque a maré estava cheia.

No domingo (17), de acordo com a Marinha, cerca de 60 funcionários do órgão chegaram em Caravelas. Mergulhadores foram para o Parque Nacional de Abrolhos e, pelo menos, 20 fuzileiros seguiram para Comuruxatiba.

Também nesta segunda, pequenos fragmentos, mas em quantidade maior do que já tinha sido registrada em Caravelas, voltaram a aparecer na região. A substância foi encontrada entre o limite do município com Alcobaça. Agentes da prefeitura foram fazer a limpeza.

Na última sexta-feira (15), a praia de Cumuruxatiba já tinha registrado fragmentos de óleo. As substâncias foram registradas na praia de Ponta de Corumbau, segundo informações da Divisão do Meio Ambiente do município.

Desde quarta (13), foram recolhidos pelo menos 3 toneladas de óleo da Praia do Rio do Peixe. Na quinta (14), novas manchas apareceram na praia de Cumuruxatiba, e, com isso, o número subiu para 5 toneladas retiradas da substância.

Na praia de Corumbau, cerca de 3 tonéis de óleo foram retirados ainda na sexta e foram levados para um galpão da prefeitura.

A substância começou a aparecer na Bahia no começo de outubro. Ao menos 31 cidades baianas e o Parque Nacional de Abrolhos já foram atingidos. O Governo do Estado decretou situação de emergência. (G1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui