Hospitais e clínicas na Bahia poderão ser obrigados a ter fisioterapeuta de plantão na CTI

0
109
-
Reprodução/Ilustrativa

Caso a Assembleia Legislativa aprove e o governador Rui Costa sancione Projeto de Lei nº 23.218/2019, do deputado Alex da Piatã (PSD), os Centros de Terapia Intensiva (CTI) – Adulto, Pediátrico e Neonatal –  de hospitais e clínicas públicas ou privadas de todo o Estado poderão ser obrigados a manter pelo menos um fisioterapeuta  para cada dez leitos em todos os turnos.

O deputado busca amparo na Constituição, que assegura a todos os direitos à saúde e ao Estado a obrigação de fornecê-lo, e na Portaria Ministerial n.º 930, que determina a presença de um fisioterapeuta por tempo integral nos CTIS neonatais, para justificar a proposição.

De acordo com o parlamentar, ele reafirma o que diz o Acórdão n.º 299, de 22 de janeiro de 2013, quando define os CTIs como “unidades complexas, dotadas de sistema de monitorização contínua, que admitem pacientes graves, com descompensação de um ou mais sistemas orgânicos e que com o suporte e tratamento intensivo, tenham possibilidade de se recuperar”. 

Ainda segundo o deputado, dentre o processo de monitoramento desses pacientes deveria existir a atuação fisioterapêutica, “mormente quando da avaliação clínica, monitorização do intercâmbio gasoso, avaliação da mecânica respiratória estática e dinâmica, avaliação cinesiofuncional respiratória e a avaliação neuro-músculo-esquelética pautada na funcionalidade”, defende Alex. (Bocão News)
 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui