Índia supera EUA e bate recorde mundial de mortes por Covid em 1 único dia

Foto: reprodução/ Samuel

A Índia superou os Estados Unidos e se tornou nesta quarta-feira (19) o país a registrar o maior número de mortes por Covid-19 em 24 horas do mundo.

O país já tinha superado ontem o Brasil, que até então tinha o segundo pior número de vítimas do novo coronavírus em um único dia.

Foram 4.529 óbitos na Índia nas últimas 24 horas, segundo dados oficiais, número que supera o recorde anterior de 4.475 mortes registrado pelos EUA em 12 de janeiro deste ano.

O país registrou também mais de 267 mil novos casos, elevando o total de infectados para 25,5 milhões e o de mortes para 283 mil.

A Índia é o segundo país com mais casos confirmados do mundo, atrás apenas dos EUA (32,9 milhões), e o terceiro com mais óbitos, atrás de EUA (587 mil) e Brasil (439 mil).

O país foi responsável por 33% de todas as mortes e 47% de todos os casos confirmados no mundo nos últimos 7 dias, segundo dados do “Our World in Data”, projeto ligado à Universidade de Oxford.

No ritmo atual, a Índia pode superar os EUA em número de infectados em junho, segundo a agência France Presse.

Apesar dos números astronômicos, há fortes indícios de subnotificação. Especialistas acreditam que os números reais — sobretudo de mortes — podem ser de cinco a dez vezes maiores.

A segunda onda de Covid-19 devasta a Índia há seis semanas, com hospitais em colapso, sem leitos, oxigênio e remédios, e crematórios que não consegue atender ao volume de corpos.

Crematórios improvisados têm se espalhado por pedreiras, estacionamentos e espaços abertos e falta até lenha.

Queda no número de casos
Desde o início de abril, o número de casos confirmados dobrou e mais de 100 mil pessoas morreram no segundo país mais populoso do mundo, que tem mais de 1,3 bilhão de habitantes.

“O país registra mais de 3 mil óbitos por dia há mais de três semanas, mas o número de casos confirmados começou a cair.”

É o terceiro dia seguido com menos de 300 mil infectados, após 25 dias consecutivos acima deste patamar, uma queda de mais de 30% em relação ao pico de mais de 400 mil casos do dia 6.

“A curva da pandemia está estabilizando”, afirmou V.K. Paul, diretor do grupo de trabalho da Covid-19 do governo indiano.

A pandemia parece estar atingindo um platô nas grandes cidades, mas agora se espalha pelo vasto interior rural do país, que concentra dois terços da população.

O que mais preocupa autoridades e especialistas é que as regiões mais pobres da Índia têm uma infraestrutura de saúde ainda pior do que a das grandes cidades, que está há semanas em colapso. (Fonte: G1)