Mário Frias nomeia mais um coronel para cargo na Funarte; militar substitui olavista

-
Foto: Roberto Castro Mtur

Depois de ter nomeado o coronel da reserva do Exército, Lamartine Barbosa Holanda, como presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte), o secretário Especial da Cultura, Mário Frias, escalou mais um militar de mesma patente para o órgão.

De acordo com informações da coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, Frias deu o posto de secretário Nacional de Desenvolvimento Cultural a Paulo Cezar de Alencar, coronel da reserva, formado em Ciências Militares.

Ainda segundo a publicação, o militar substitui o olavista Maurício Waissman, que ocupou o cargo por apenas dois meses, e se descreve como “escritor, palestrante, advogado, publicitário, conservador, bolsonarista, cronista de absurdos tragicômicos cotidianos, cristão” nas redes sociais. 

Apesar de ter chegado a escrever que “defender Bolsonaro e Olavo é questão de decência”, ele acabou perdendo o cargo. (Bahia Notícias)