Preço do gás encanado pode subir 60% até o mês de agosto

Foto: Victor Moriyama/COTIDIANO) ©
Foto: Victor Moriyama/COTIDIANO) ©

Com os consecutivos aumentos na Petrobras, o preço do gás encanado segue em uma escalada no Brasil e pode acumular uma alta de 60% até o mês de agosto deste ano, caso o petróleo se mantenha em US$ 100 por barril. As informações são do O Globo. 

O novo grande aumento deve acontecer no mês de maio, já que os contratos de reajustes do preço do gás é trimestral. Com isso, de acordo com projeção da consultoria ARM, o próximo reajuste deverá ser de 20%, acumulando avanço de 35% desde o início de 2022. 

Além dos quatro reajustes anuais em razão do preço do petróleo e dos custos de transporte do gás, há um reajuste anual feito pelas concessionárias para recompor as perdas da inflação. O maior preço do gás encanado influencia também o preço do gás de cozinha.

Se essa projeção for confirmada, o Brasil pode chegar em agosta com uma alta acumula do gás encanado de 250%, conforme prevê a Associação dos Grandes Consumidores Industriais de Energia e de Consumidores Livres (Abrace). A expectativa é que a alta acumulada neste ano chegue a 86% até outubro. (ATarde)