Últimas Notícias sobre Auxílio de R$ 600

Tânia Rêgo/Agência Brasil

O Senado aprovou hoje (13) o pagamento de auxílio emergencial para profissionais do setor esportivo. O Projeto de Lei 2.824 de 2020 prevê o crédito de três parcelas de R$ 600 para maiores de 18 anos. Atletas ou paratletas com idade mínima de 14 anos que sejam vinculados a uma entidade desportiva também poderão receber o benefício. Outra condição é que o esportista não esteja vinculado a um emprego formal.

Foto: Reprodução / Senadoleg

O Senado aprovou nesta quinta-feira (13) o pagamento de auxílio emergencial para profissionais do setor esportivo. O Projeto de Lei 2.824 de 2020 prevê o crédito de três parcelas de R$ 600 para maiores de 18 anos. Atletas ou paratletas com idade mínima de 14 anos que sejam vinculados a uma entidade desportiva também poderão receber o benefício. Outra condição é que o esportista não esteja vinculado a um emprego formal.

Foto: ADRIANA TOFFETTI/A7 PRESS / Estadão Conteúdo

Após inúmeras reclamações pela demora na análise dos pedidos de auxílio emergencial de R$ 600 a trabalhadores informais, o governo federal fechou um acordo com a Caixa, a Dataprev e a Defensoria Pública da União para que essa avaliação seja feita num prazo de até 20 dias corridos. Em redes sociais, usuários chegam a relatar espera superior a 40 dias para receber uma resposta da solicitação.

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Ministério da Cidadania informou nesta quinta-feira (23), em nota à imprensa, que os trabalhadores que se cadastraram no aplicativo Auxílio Emergencial da Caixa Econômica Federal (CEF) entre os dias 7 e 10 de abril, e que até o momento não foram confirmados como elegíveis, podem retornar ao aplicativo e revisar seu cadastro.

Foto: Divulgação

O juiz federal Ilan Presser, do Tribunal Regional Federal da Primeira Região (TRF-1), suspendeu nesta quarta-feira (15) a exigência de regularização do Cadastro de Pessoa Física (CPF) para que a pessoa possa receber o auxílio emergencial de R$ 600.

Foto: Reprodução

ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, afirmou, nesta terça-feira (31), que trabalhadores informais que não estiverem inscritos em nenhum cadastro do governo devem ficar por último no recebimento pagamento do coronavoucher (auxílio mensal de R$ 600 que deve ser dado pelo governo federal durante o período da crise do coronavírus).

Close