Últimas Notícias sobre Ivermectina

Foto: Divulgação

Pacientes que precisam da ivermectina para tratar doenças como a escabiose (sarna humana) não estão encontrando o medicamento na farmácia. O motivo é crença infundada na eficácia do composto para tratar a Covid-19, que está gerando uma corrida para comprá-lo.

Foto : Divulgação

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou ontem (23) a obrigatoriedade de apresentação de receita médica para comprar o vermífugo ivermectina.

Foto: Divulgação

De acordo a orientação das autoridades de Saúde, a Prefeitura de Candeias realizou a compra da Ivermectina, medicamento auxiliar no tratamento da Covid-19, para atender as necessidades das unidades de saúde vinculadas a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau). A empresa ganhadora, de acordo com a Ata de Registro de Preços Nº 082/2020, é a Conquista Dist. de Medicamentos e Produtos Hospitalares Eireli. O valor unitário do medicamento é de R$2,45. A secretária de Saúde, Soraia Cabral, assinou a ata da compra na última sexta-feira (17/7).

Foto: Reprodução

Nesta terça-feira (14), a médica Caroline Martins, em vídeo postado em suas redes sociais, denunciou a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) por apreender medicamentos que foram doados por empresários e profissionais de saúde para o tratamento de pacientes em Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia.

Foto : Divulgação

O vermífugo ivermectina está entre as cinco combinações de fármacos mais testados no mundo em pacientes infectados por Covid-19. No entanto, tem sido ignorado por países que lideram as buscas de drogas na pandemia, como Alemanha e China.

Foto : Reprodução / Facebook

O município de Itagi, no sudoeste baiano, distribui um kit com medicamentos para pacientes com sintomas de coronavírus. Segundo a prefeitura, a ação busca “evitar que pacientes dessa doença se desloquem até farmácias” e “reforçar o combate à disseminação acelerada do novo coronavírus”.

TESTE DE COVID-19. CRÉDITO: AFP

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alertou, nesta quinta-feira, sobre os riscos do uso de medicamentos que contêm ivermectina para o tratamento da covid-19. Segundo o órgão, não há nenhuma comprovação científica de que a ivermectina seja eficaz contra o novo coronavírus.

Foto : Carol Garcia/GOVBA

A médica infectologista e diretora do Hospital Couto Maia, Ceuci Nunes, afirmou que a unidade chegou à marca de 500 pacientes recuperados do coronavírus. O centro de saúde atua desde março como referência de atendimento exclusivo de pessoas infectadas com a Covid-19. Em post nas redes sociais, Ceuci informou ontem (8) que a marca foi atingida sem protocolo com cloroquina, hidroxicloroquina ou ivermectina.

Foto: Voz da Bahia

No programa Meio-Dia e Meia na Live do Voz da Bahia (assista aqui) aconteceu um debate sobre o uso de ivermectina (é um fármaco usado no tratamento de vários tipos de infestações por parasitas. Entre elas estão a infestação por piolhos, sarna, oncocercose, estrongiloidíase, tricuríase, ascaridíase e filaríase linfática) no tratamento da Covid-19. O médico cardiologista, Dr. Marcos Cerqueira se posicionou contrário ao uso da droga; e o anestesista Dr. Eliomar Andrade favorável a aplicação do medicamento. Os médicos explanaram após a ivermectina ganhar espaço em uma divulgação de estudo ‘in vitro’ na Austrália, que mostrou capacidade de efeito antiviral contra a Covid-19. Os dois ainda deram suas opiniões sobre abertura do comércio de Santo Antônio de Jesus.

Close