Últimas Notícias sobre Juros

Foto: Arquivo/Agência Brasil

Em quase um ano e meio em vigor, a regra que limitou em 8% ao mês (151,8% ao ano) os juros do cheque especial fez as pessoas físicas economizarem mais de R$ 10 bilhões. A estimativa consta de relatório publicado nesta quarta-feira (26) pelo Banco Central (BC).

Com o objetivo de regularizar tributos atrasados, a Prefeitura Municipal de Santo Antônio de Jesus (PMSAJ) dá início ao Programa de Recuperação Fiscal (Refis) 2021. O refinanciamento de dívidas de tributos municipais é válido para débitos gerados até 31 de dezembro de 2020.

Foto: Tânia Rego/ Agência Brasil

Entre as iniciativas, estão a redução dos juros e a suspensão, pelo período de 60 dias, no pagamento de empréstimos (principal e juros).

Sede do Banco Central, em Brasilia Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central decidiu, nesta quarta-feira, reduzir a taxa básica de juros — a Selic — de 4,5% para 4,25% ao ano. O corte de 0,25 ponto percentual veio em linha com a expectativa do mercado. O comunicado do Copom também sinaliza o fim do atual ciclo de cortes nos juros.

Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas

O limite de 8% para a taxa mensal de juros do cheque especial e também novas regras que permitem a cobrança de tarifa pelos bancos para disponibilizar esse crédito começam a valer a partir desta segunda-feira (6).

Foto : Pascal Le Segretain/ Getty Images

A taxa média dos juros do rotativo do cartão de crédito aumentou 9,4% no mês passado, já outras modalidades de crédito para as famílias tiveram os pontos percentuais reduzidos. A informação foi divulgada hoje (25) pelo Banco Central (BC).

© iStock

Após o corte na taxa básica de juros, a Selic, nesta quarta-feira (31), pelo Banco Central, bancos anunciaram redução das taxas de juros do crédito. O Comitê de Política Monetária Monetária (Copom) do BC reduziu a Selic em 0,5 ponto percentual para 6% ao ano.

MP-BA acusa empresa de extorquir clientes fornecendo empréstimos ilegais com juros maiores que de bancos — Foto: Henrique Mendes/G1

O Ministério Publico do Estado da Bahia (MP-BA) acusa uma empresa de empréstimos de extorquir clientes em Salvador. De acordo com o MP, a Casa Nova Cred tem oferecido empréstimos ilegais, com taxas de juros maiores que a de bancos regulamentados.

Foto: Novo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quarta-feira (5) a redução na taxas de juros do financiamento para compra de imóveis. O banco também anunciou novas possibilidades para renegociação de empréstimos em atraso. Conforme o anúncio, para os empréstimos concedidos por meio do Sistema Financeiro de Habitação, a taxa passou de TR+8,75% para TR+8,5%, ou seja, queda de 0,25 ponto percentual. As taxas valem para empréstimos assinados a partir do próximo dia 10, informou a Caixa.Pelo sistema, que financia imóveis de até R$ 1,5 milhão, a pessoa pode usar o saldo do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Para o Sistema Financeiro Imobiliário,

Close