Últimas Notícias sobre ministérios

Foto : TV Globo/Reprodução

Manifestantes a favor e contra o governo estão reunidos na manhã de hoje (21) na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Para evitar confrontos, a Polícia Militar estabeleceu trajetos distintos para os dois grupos e distanciamento de 700 metros. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

Foto : Roque de Sá/Agência Senado

O Congresso Nacional aprovou ontem (10) 24 projetos que, somados, destinam R$ 28,5 bilhões a vários ministérios e órgãos da administração federal. As propostas remanejam recursos do próprio Orçamento da União deste ano e seguem para sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Foto : Agência Câmara

A deputada Bia Kicis (PSL-DF), uma das mais próximas do presidente, teria oferecido uma lista de cargos no governo de Jair Bolsonaro a parlamentares do Distrito Federal. A relação voltou a circular em grupos de WhatsApp em meio à disputa no PSL, de acordo com a coluna de Mônica Bergamo, da Folha.

Foto: Reprodução / CNBBA

O governo federal vai liberar R$ 7,12 bilhões do orçamento deste ano para os ministérios. A liberação dos recursos foi possibilitada pela inclusão de cerca de R$ 106 bilhões, que devem ser arrecadados com o megaleilão da cessão onerosa do pré-sal. Em anúncio feito nessa segunda-feira (14), o Ministério da Economia esclareceu que, do total, R$ 2,15 bilhões serão distribuídos por meio de emendas impositivas, já direcionadas pelo Congresso na definição do Orçamento do ano.

Foto : Antonio Cruz/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) declarou hoje (22) que não pretende mudar ministros, apesar dos pedidos dos partidos. “Não pretendo mudar ministros, você sabe que há pedidos, é natural. O ministério que mais pedem é o da Minas e Energia, não sei por quê. Ninguém pede o da Damares. É natural acontecer isso aí, a gente conversa, se expõe e se explica e grande parte deles entende a situação que nos encontramos”, explicou ele.

Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encerrou a sessão de hoje (9) sem votar a Medida Provisória 870, que reestruturou os ministérios do governo de Jair Bolsonaro (PSL). “Acho que semana que vem vota umas duas ou três [MPs]. E Acho que daqui duas ou três semanas está pronta para ser votada”, disse.

Foto : Alan Santos/PR

O presidente Jair Bolsonaro confirmou hoje (7) que o Congresso Nacional deve propor o desmembramento do Ministério do Desenvolvimento Regional em duas pastas que haviam sido extintas pela Medida Provisória (MP) 870, que estabeleceu a nova estrutura do governo. Com isso, devem ser recriadas as pastas da Integração Nacional e das Cidades. “Hoje conversei com os presidentes da Câmara e do Senado, entre outros, e eles manifestaram a intenção de recriar o ministério das Cidades, e vieram, de forma bastante objetiva, tratar desse assunto comigo.

Foto: Alan Santos/PR

Em edição extra do Diário Oficial da União, a Secretaria Especial de Fazenda do Ministério da Economia decretou o remanejamento de R$ 3,6 milhões para cinco pastas com demandas urgentes de atendimento.

Close