Vacinas não significam ‘zero Covid-19’, alerta OMS

-
Foto : Reprodução/ Agência Brasil

As vacinas são uma parte importante da batalha contra a Covid-19, mas não vão acabar com a pandemia sozinhas, disse hoje (4) o especialista em emergências da Organização Mundial da Saúde (OMS), Mike Ryan.

“Estamos vendo surgirem dados de que a proteção pode não ser vitalícia e, portanto, pode haver reinfecções. […] Vacinas não equivalem a zero Covid”, disse Ryan.

O diretor-geral da organização, Tedros Adhanom Ghebreyesus acredita que o progresso recente nos imunizantes contra a Covid-19 é positivo, mas a OMS está preocupada que isso tenha levado a uma crescente percepção de que a pandemia chegou ao fim. (BN)