Witzel usa habeas corpus dado pelo STF e deixa CPI

Foto: Agência Senado

O ex-governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, utilizou do habeas corpus dado a ele pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e deixou a sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 no Senado. Ele estava sendo ouvido pelos senadores da comissão. Em seguida, o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), encerrou os trabalhos desta quarta-feira (16).

Witzel solicitou o habeas corpus durante o questionamento de Eduardo Girão (Podemos-CE). O senador questionava sobre investigações de superfaturamento enquanto ele foi governador do Rio.

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), que é vice-presidente da comissão, disse que vai apresentar requerimento para depoimento em reservado de Witzel. O ex-governador afirmou que revelará, em reunião sigilosa, “fato gravíssimo”, que envolve a intervenção do governo federal.

Com informações da Agência Senado