Defensoria solicita ações à prefeitura de S. A. de Jesus para grupos vulneráveis no município

-

Recomendações Defensoria Pública contêm iniciativas para pessoas em situação de rua, catadores e moradores de áreas ocupadas

Com o objetivo de garantir a assistência de diversos grupos sociais em Santo Antônio de Jesus, a Defensoria Pública do Estado da Bahia – DPE/BA enviou à prefeitura municipal uma série de solicitações voltadas para pessoas em situação de vulnerabilidade na cidade durante a pandemia do coronavírus no Brasil.

O ofício enviado pela DPE/BA aborda atos direcionados para as pessoas em situação de rua, catadores de materiais recicláveis, além de moradores de áreas ocupadas pelos movimentos “Moradia Digna” e “Ocupação Nova Canaã”.

Para todos os grupos, a Defensoria recomenda a distribuição de cestas básicas e itens de higiene pessoal, com vistas a prevenir a contaminação pela Covid-19, incluindo nesta lista para entrega destes alimentos e materiais famílias que receberam parentes e familiares que estão em situação de rua neste momento de enfrentamento ao avanço do coronavírus no estado.

Especificamente aos catadores e catadoras do município, também é recomendada a edição de decreto municipal com fixação da “bolsa verde emergencial”, com prazo de vigência de 90 dias. Este conteúdo está de acordo com outra nota também enviada pela DPE/BA, juntamente a Defensoria Pública da União (DPU) e o Ministério Público do Trabalho (MPT), para outros 35 municípios baianos.

As recomendações da DPE/BA são assinadas pelas defensoras públicas Paula Lincon Silva, Paula Jucá Faskomy e Natalie Navarro de Almeida, além do defensor público Renan Leitão Espíndola Borges.

Assessoria da Defensoria Pública de SAJ


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui