Porta-voz do MBL, bolsonarista é preso por racismo

0
184
-
Foto: Reprodução/Facebook

Bolsonarista e assessor parlamentar do PSDB na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, o administrador Thiago Dayrell Costa, de 24 anos, foi preso por crime de racismo. O jovem se apresenta nas redes sociais como porta-voz do Movimento Brasil Livre (MBL) e “amante da boa política”.

Ele foi autuado em flagrante por injúria racial e vias de fato, após chutar e xingar de “crioula” a cozinheira Eliane da Silva, de 43 anos, pouco antes da meia noite do último sábado, no Takos Mexican Bar, zona sul de Belo Horizonte.

Segundo testemunhas, ao lado da namorada, de 22 anos, Thiago se exaltou aos gritos diante da demora no atendimento a seu pedido, quando foi abordado pelo gerente, que pediu para que ele baixasse o tom de voz. O jovem, então, jogou o cartão de crédito na operadora de caixa e disse “cobra essa porra logo”.

Nesse momento, a cozinheira Eliane teria tentado apaziguar a situação, pedindo calma. Foi quando Thiago teria dito “não coloca a mão em mim sua crioula”. Thiago chamou o gerente para a briga e teria tentado agredi-lo. Diante da confusão, Eliana tentou separar os dois.

Foi quando ela teria sido agarrada pelo pescoço por Thiago, que chutou sua coxa direita. Com informações do portal Jornalistas Livres.

(Bahia.ba)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui