Senado vota lei que derruba exclusão de homenagens a personalidades negras na Palmares

Foto: Reprodução/Facebook

Pressionado por líderes, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), decidiu colocar em pauta e aprovou um projeto que derruba a portaria da Fundação Palmares que excluía uma série de homenagens a personalidades negras na lista de notáveis do órgão. Entre os excluídos, estão nomes como Zezé Motta, Gilberto Gil, Marina Silva, Milton Nascimento e Elza Soares.

Aprovado por 69 a 3, o projeto restaura as regras anteriores e volta a permitir as homenagens a figuras proeminentes ainda em vida. Depois de passar pelo Senado, a proposta será analisada ainda na Câmara dos Deputadas e, caso seja aprovada, se torna lei sem a necessidade de passar por sanção do presidente Jair Bolsonaro. Os três votos contrários ao projeto foram do filho do presidente, Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), Soraya Thronicke (PSL-MS) e Zequinha Marinho (PSC-PA). (bahia.ba)