Sobre denúncia de Dr. Everaldo, presidente da Câmara de SAJ rebate: “Essa mesma acusação foi feita em 2017 e o TCM arquivou”

Foto: Voz da Bahia
Foto: Voz da Bahia

O presidente da Câmara de Vereadores de Santo Antônio de Jesus, Antônio Nogueira, popular Tom (PSB), esclareceu a acusação de improbidade administrativa feita pelo político e empresário Dr. Everaldo Ferreira Júnior (PDT) ao prefeito Rogério Andrade (PSD) e ainda afirmou que Dr. Everaldo não sabe agregar pessoas.

Na ação movida pelo empresário o prefeito é acusado de ter firmado vinculo de contrato com a empresa D & N Automação que tem como sócia a superintende do Serviço de Atendimento Municipal Daniela Fidélis de Souza de Souza (veja aqui)

Explicação:

Em entrevista a live do Voz da Bahia, às 12h30 desta quinta-feira (11), o vereador disse que a mesma acusação foi feita em 2017 na época a ação foi julgada, passando pelo TCM (Tribunal de de Contas dos Municípios) e pelo Ministério Público, e nada foi encontrado que incriminasse o gestor, “em 2017 foi feita a mesma denúncia que ele fez e nos próprios autos do relator diz aqui: não há nos autos qualquer acusação de má fé ou desvio de recursos públicos, muito menos de qualquer enriquecimento sem causa por parte do gestor; a denúncia já foi julgada e arquivada pelo T.C.M que dá o parecer, “foi apreciada pela corte do Tribunal de Contas que vota”, disse Tom.

No entanto, o presidente da Câmara explicou ainda que foi orientado que o contrato fosse cancelado, e assim foi feito pelo prefeito, “a corte do Tribunal solicitou ao prefeito que cancelasse o contrato, contrato este que foi feito na gestão passada quando o prefeito era o senhor Humberto Soares Leite e só foi aditivado por falta de tempo de fazer a licitação, mas ainda assim o contrato foi desfeito com a empresa e nada consta na prefeitura municipal”, esclareceu.

Denúncia na Câmara:

Tom, comentou a entrega da denúncia a Câmara afirmando que Dr. Everaldo já fez algo semelhante com o ex-prefeito Euvaldo Rosa, e que embora ele reconheça que é um direito de qualquer cidadão representar contra um agente público, “a postura de Dr. Everaldo já é corriqueira, agora, é um direito de qualquer cidadão fazer denúncias contra qualquer agente público, nós políticos temos que ter uma responsabilidade muito grande porque estamos mexendo com recursos públicos, mas a população de Santo Antônio de Jesus já conhece Dr. Everaldo e não foi diferente a época com o ex-prefeito Dr. Euvaldo Rosa quando por diversos momentos a gente viu que Dr. Everaldo queria achar uma maneira de caçar Euvaldo, e não é diferente com Rogério Andrade hoje”, afirmou. O presidente também revelou que essa denúncia tem muito a ver com as eleições municipais de 2020, “está se aproximando o período político, então eu acredito que isso tudo faz parte de um jogo político e enquanto vereador, eu tenho que agir com imparcialidade”, disse.

Tom fala sobre Euvaldo:

Tom que é sobrinho de Euvaldo Rosa falou em diversos momentos sobre o líder político, tanto para ressaltar a liderança de Euvaldo, quanto para reafirmar que o grupo que é liderado pelo mesmo se mantém firme, e que possíveis separações não faz parte dos planos do grupo Jacu, “Euvaldo Rosa é um conselheiro político do prefeito Rogério Andrade, Euvaldo não precisa estar dando satisfação para político A, B ou C. Euvaldo trabalha, Euvaldo tem coragem de andar nas ruas; eu, Euvaldo; a secretária social Dalva Mercês (PSB); Valdemar Farias, conhecido ‘Dema do Leite’ (PSB); secretária de agricultura Maria de Fátima, popular Fátima do Benfica, todo nosso grupo político está de braços e mãos dadas com o prefeito Rogério Andrade. Não adianta especulação, nós trabalhamos com o objetivo da reeleição do prefeito Rogério Andrade”, assegurou.

“Dr. Everaldo não consegue agregar”:

O vereador ainda deu uma alfinetada em Dr. Everaldo ao afirmar que na visão dele, o mesmo teria uma dificuldade pra se manter em grupos políticos, “Dr. Everaldo não consegue ficar em nenhum grupo político, não consegue agregar pessoas. A verdade é toda essa. Por onde ele passou as pessoas não costumam estar o acompanhando, ele não consegue deixar ninguém junto dele”, opinou.

Reportagem: Voz da Bahia