Após crise política, Bolsonaro volta a sinalizar que Moro pode ir para o STF

-
Foto : Carolina Antunes/PR

Devido à recente crise política com o ministro da Justiça, Sergio Moro, o presidente Jair Bolsonaro voltou a considerar a indicação do ex-juiz da Lava Jato para substituir o ministro Celso de Mello, decano do Supremo Tribunal Federal (STF). Mello se aposentará em novembro. 

De acordo com a Folha, aliados de Bolsonaro enxergam o gesto de indicar Moro como uma maneira de evitar que ele surja como adversário nas urnas em 2022. 

O ministro tratou da possibilidade de ir para o STF em conversa com o presidente após a polêmica sobre a recriação do Ministério da Segurança Pública, que hoje faz parte da pasta da Justiça. Integrantes da equipe de Moro apelidaram o diálogo reservado como uma “DR”, uma discussão da relação. 

(Metro1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui