Apenas três baianos votaram contra projeto que afrouxa regras e ameniza punição eleitoral

0
87
-
Bacelar, Dayane Pimentel e Tito / Foto: Montagem/Política Livre

Apenas três deputados da Bahia votaram contra a aprovação, pela Câmara dos Deputados, na última quarta-feira, do projeto de nova lei eleitoral que permite, entre outros assombros, que partidos políticos usem verbas públicas para adquirir bens móveis e imóveis, como mansões, helicópteros, aviões e carros de luxo. Foram eles: Bacelar, do Podemos, Dayane Pimentel, do PSL, e Tito, do Avante.

Veja abaixo quem votou a favor do texto por meio do qual os deputados buscaram afrouxar regras de transparência, fiscalização e punição relativas ao uso das verbas públicas pelos partidos e ainda trazer de volta a veiculação da propaganda partidária no rádio e na TV:

- Anúncio -

Adolfo Viana (PSDB)
Afonso Florense (PT)
Alice Portugal (PCdoB)
Antonio Brito (PSD)
Cacá Leão (PP)
Charles Fernandes (PSD)
Cláudio Cajado (PP)
Elmar Nascimento (DEM)
João Carlos Bacelar (PL)
João Roma (PRB)
Jorge Solla (PT)
José Nunes (PSD)
José Rocha (PL)
Joseildo Ramos (PT)
Leur Lomanto Jr. (DEM)
Lídice da Mata (PSB)
Marcelo Nilo (PSB)
Márcio Marinho (PRB)
Mário Negromonte Jr. (PP)
Otto Alencar Filho (PSD)
Pastor Sargento Isidório (Avante)
Ronaldo Carletto (PP)
Valmir Assunção (PT)
Waldenor Pereira (PT)

O projeto segue agora para sanção ou veto do presidente Jair Bolsonaro (PSL), que tem até 15 dias úteis para tomar uma decisão.

Política Livre

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui