Rui Costa ironiza apoio de prefeito do PSD a ACM Neto: “só posso dar risada”

Rui - Raul Golinelli/GOVBA

Em conversa com a imprensa na tarde desta terça-feira (12), o governador da Bahia, Rui Costa (PT), reagiu ao anúncio feito pelo prefeito de Gongogi, Adriano Mendonça (PSD), de que caminhará ao lado de ACM Neto (União Brasil) nas eleições de outubro.

A declaração foi dada hoje pelo gestor, durante ato de pré-campanha do ex-prefeito de Salvador na cidade do sul baiano. “Não atendo mais ligações do governo, não atendo mais ligações da Serin (Secretaria de Relações Institucionais), não atendo mais telefonema de ninguém deles, porque estou cheio. É ano político e estão usando a máquina pública para correr atrás de votos. É uma vergonha. Tem de abraçar o povo nos quatro anos da administração e não às vésperas das eleições. Agora não adianta prometer mais nada”, afirmou.

Rui afirma não ter ouvido as declarações, que ocorrem três semanas depois de Mendonça sinalizar apoio ao seu grupo, do pré-candidato Jerônimo Rodrigues (PT) e do líder do PSD no estado, o senador e pré-candidato à reeleição, Otto Alencar (PSD), de quem o prefeito se disse “um soldado”.

“Gongogi é uma cidade de um povo maravilhoso, pequenininha, de um povo encantador. Eu tive lá há três semanas. Eu tenho os vídeos das declarações do prefeito. Só isso, não tenho nada a dizer. Na política, eu digo que você conhece o que tem de mais nobre e mais bonito na natureza humana e conhece o que tem de pior no ser humano, o que tem de mais deplorável. Você conhece os dois extremos. Então, eu prefiro que a Secom pegue os vídeos de três semanas atrás, não é de um ano atrás, não. É de três semanas atrás”, afirmou o governador, questionado pelo BNews, durante assinatura de contrato para estudos sobre a economia do hidrogênio verde na Bahia, na governadoria.

No vídeo a que Rui se refere (veja no final da matéria), Adriano Mendonça se dirige ao chefe do Palácio de Ondina e faz um discurso inflamado: “o senhor trazendo as obras que está prometendo para o meu município de Gongogi, o senhor trazendo os benefícios que o senhor tá prometendo pra Gongogi, como é que eu vou ter condições de vir para o palanque contra o senhor pedir voto contra o senhor? Eu não tenho condições […] Eu quero ser bem claro com o senhor: não irei jamais cuspir no prato que me ajudou e que eu comi”.

“Ontem, cinco pessoas me abordaram, cinco, na cidade de Ibicuí, dizendo ‘por favor, governador, atenda o telefone aqui do prefeito’. Eu digo ‘gente, eu não tenho nada pra falar com o prefeito. Ele tá com agenda marcada amanhã’. Cinco pessoas diferentes, e você vem me dizer um negócio desse? (sobre não atender ligações). Eu só posso dar risada e achar engraçado isso […] Eu prefiro não comentar”, debochou o governador.